Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

José Couceiro quer Vitória de Setúbal “desinibido” diante do Sporting

Logótipo de LusaLusa 12/04/2017
RUI MINDERICO/LUSA © LUSA / RUI MINDERICO RUI MINDERICO/LUSA

Setúbal, 12 abr (Lusa) - O treinador do Vitória de Setúbal, José Couceiro, disse hoje que quer uma equipa ambiciosa no jogo de sexta-feira, no estádio do Bonfim, frente ao Sporting, da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

"Nos momentos em que estivermos por cima no jogo, vamos tentar marcar. Temos as nossas armas, mesmo sabendo que não temos o potencial nem a grandeza da equipa do Sporting. Os meus jogadores têm que estar desinibidos e ir para o jogo sem medo de falhar e sem pressão", disse José Couceiro na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com os ‘leões’.

Apesar dos elogios ao adversário, o técnico do conjunto setubalense acredita que a sua equipa, que esta época venceu por 2-1 na Taça da Liga, pode voltar a surpreender os leões.

"Espero um jogo equilibrado e de qualidade. O favoritismo recai sobre o Sporting, mas temos as nossas possibilidades para tentar repetir o último resultado", disse.

José Couceiro, que tem a equipa na máxima força para sexta-feira, considera que o facto de os sadinos não terem perdido com o Benfica [1-1 e 1-0] e FC Porto [0-0 e 1-1] não tem influência no duelo com os sportinguistas.

"Não perdemos nenhum dos quatro jogos contra os primeiros dois classificados, mas isso não nos dá nada de especial, além do contentamento de nunca uma equipa na posição em que o Vitória se encontra o ter conseguido fazer. O jogo com o Sporting tem uma história diferente e não podemos pensar que termos travado os dois primeiros tenhamos alguma vantagem neste jogo", referiu.

O bom momento do avançado Bas Dost, melhor marcador do campeonato, com 27 golos, não foi esquecido pelo treinador do Vitória de Setúbal, que garante não ter preparado a equipa para se precaver do holandês.

"Se pensarmos apenas em defender um jogador, vão os outros resolver o jogo. O Sporting vale pelo todo. Tem um ponta-de-lança que tem cerca de 50% dos golos da equipa. Jogarem para a concretização de Bas Dost não é novidade. É evidente que temos de ter algum cuidado com as individualidades, mas temos de ter muito mais cuidado com o coletivo", frisou.

O Vitória de Setúbal, 10.º classificado, com 35 pontos, e o Sporting, terceiro, com 60, medem forças na sexta-feira, pelas 20:30, no Estádio do Bonfim, em Setúbal.

RIYP/GR // NF

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon