Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

José Mourinho acusado de defraudar fisco espanhol em 3,3 milhões de euros

Logótipo de LusaLusa 20/06/2017 João Pedro Simões
ANDREJ ISAKOVIC / POOL/AFP POOL © EPA / ANDREJ ISAKOVIC / POOL ANDREJ ISAKOVIC / POOL/AFP POOL

Madrid, 20 jun (Lusa) – A secção de delitos económicos da procuradoria de Madrid apresentou uma denúncia contra o treinador de futebol português José Mourinho, por ter defraudado o Estado espanhol em 3,3 milhões de euros, segundo a agência EFE.

Citando a procuradoria da capital espanhola, a queixa apresentada a uma instância judicial de Alarcón refere-se aos impostos sobre os rendimentos obtidos nos anos 2011 e 2012, quando treinou o Real Madrid.

O ministério público espanhol calcula que os montantes ascendam a 3.304.670 euros, dos quais 1.611.537 relativos a 2011 e 1.693.133 referentes a 2012.

Mourinho, de 54 anos, orientou o Real Madrid entre 2010 e 2013. Antes, o atual treinador do Manchester United comandou Chelsea, Inter Milão, FC Porto, União de Leiria e Benfica.

JP // PA

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon