Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

José Mourinho: "Já não tenho espaço para tantos cabelos brancos"

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/05/2017 Hugo Monteiro
© Darren Staples/Reuters

Técnico do Manchester United admitiu que os últimos minutos frente ao Celta foram de muitos nervos e, antecipando a final com Ajax, voltou a dirigir críticas ao calendário da Premier League.

José Mourinho admitiu nesta noite de quinta-feira que os últimos minutos do duelo entre o United e o Celta, que sentenciou a passagem a mais uma final europeia, lhe causaram cabelos brancos. "Já não tenho espaço para tantos cabelos brancos. As meias-finais são duras. Estes últimos minutos foram duros, os últimos minutos em Barcelona, com o Inter foram duros, mas também já perdi meias-finais com golos que não entraram, como no Chelsea-Liverpool, e por penáltis. De vez em quando também tem que nos tocar a nós a lotaria e hoje, nos últimos minutos, fomos nós os sortudos", analisou o treinador português, explicando que a equipa "sentiu demasiado a pressão de ser favorita e de ter ganhou o primeiro jogo".

Antecipando a final com o Ajax, que se disputa a 24 de maio, em Estocolmo, José Mourinho voltou a deixar críticas ao calendário da Premier League. "O Ajax acaba o campeonato no próximo domingo e fica com duas semanas para preparar a final. Nós temos o 'presente' da Premier League de jogar três jogos em oito dias [Tottenham, Southampton e Crystal Palace] com o último deles a ser disputado dois dias antes da final. Para começar, começamos atrás, vamos lá ver se chegamos à frente", atirou.


Por fim, o técnico português não resistiu a um desabafo: "Tem sido um ano estranho para mim porque pela primeira vez não estou com a família. Tenho saudades do meu filho atrás do banco, de viver com eles o dia a dia e esta é a minha recompensa: voltar a uma final europeia sete anos depois. É mais difícil apanhares um gigante em queda e voltares a pôr o gigante de pé do que apanhar um homem normal, mas com todas as condições para se tornar num gigante."

O melhor do MSN em qualquer dispositivo


Bruno de Carvalho diz que Jorge Jesus é o seu treinador (RTP):

A SEGUIR
A SEGUIR

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon