Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Joseph Blatter mantém tabu sobre a recandidatura à presidência da FIFA

Logótipo de LusaLusa 11/06/2014 Antonio Barroso
STEFFEN SCHMIDT/KEYSTONE FILE © @ EPA / STEFFEN SCHMIDT STEFFEN SCHMIDT/KEYSTONE FILE

São Paulo, Brasil, 11 jun (Lusa) - O presidente da FIFA, Joseph Blatter, absteve-se hoje de declarar a recandidatura ao cargo, durante os discursos que proferiu na abertura do congresso do organismo que superintende o futebol mundial, em São Paulo, Brasil.

O dirigente, porém, afirmou que o futuro da FIFA passa por uma “liderança forte”, tendo em conta as “controvérsias” em curso, nomeadamente o caso “Qatargate”, que envolve grandes indícios de corrupção no processo de escolha daquele país do Médio Oriente para a realização do Mundial de 2022.

Aos 78 anos, Blatter mantém o tabu relativamente à sua recandidatura – seria o seu quinto mandato -, tendo em conta que o ato eleitoral está marcado para 29 de maio de 2015, em Zurique.

Depois dos dois discursos de hoje, o de abertura e um outro formal, enquanto presidente do organismo, Joseph Blatter voltará a falar aos jornalistas na conferência de imprensa que assinalará o fim do congresso.

Em 2011, aquando da sua reeleição, o dirigente afirmou que seria o seu último mandato, mas, após uma digressão, na passada semana, pelas seis confederações do futebol mundial, deixou no ar a possibilidade de se recandidatar, embora não o tenha afirmado oficialmente.

Até ao momento, apenas o francês Jerôme Champanhe, de 55 anos, ex-vice secretário-geral da FIFA, se declarou oficialmente candidato à liderança do organismo, mas o nome de Michel Platini, presidente da UEFA, é tido como potencial concorrente à sucessão do dirigente suíço.

Durante um dos seus discursos de hoje, sem mencionar o Mundial2022 ou o país anfitrião, o Qatar, Blatter afirmou: “O futebol já não é apenas um jogo, pois transformou-se numa empresa que gera milhões de dólares e, por isso, é alvo de algumas controvérsias e situações complicadas”.

AAB // PFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon