Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Kikas termina em nono, mas ainda lidera a corrida pela distinção de "Rookie do Ano"

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/10/2017 Hugo M. Monteiro

Português falhou a passagem aos "quartos" no Meo Rip Curl Pro Portugal

O percurso do surfista português Frederico Morais no Meo Rip Curl Pro Portugal chegou ao fim, depois de ter sido eliminado na quinta ronda, de repescagem, diante Mick Fanning, já três vezes campeão mundial.

Na última bateria do terceiro dia de competição (não consecutivo) na Praia de Supertubos, Kikas não conseguiu repetir o desempenho de 2015, perdendo para o australiano, que fez 11,87 pontos (8,50 e 3,37). O camisola 25 do World Tour terminou com 10 pontos (5,17 e 4,83).

Assim, Frederico Morais conclui a etapa portuguesa, 10.ª do circuito mundial, em nono lugar, amealhando mais 4000 pontos para o ranking no qual era à partida 13.º.

© EPA/CARLOS BARROSO

Como nenhum dos estreantes fez melhor do que o atleta luso, Kikas mantêm-se na frente pela distinção de "Rookie do Ano", faltando uma etapa para acabar a época, o Billabong Pipe Masters, entre 8 e 20 de outubro.

Com John John Florence apurado para os quartos de final, ainda há possibilidades do título ficar entregue em Peniche, tal como em 2016. O havaiano tem de chegar a finalista e esperar que Gabriel Medina não vença o evento.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon