Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Kléber: "Se aparecer algo financeiramente surreal..."

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/06/2017 Hugo Monteiro

O avançado brasileiro apresentou-se esta segunda-feira no regresso aos trabalhos do Estoril e assumiu que há propostas para sair, mas a prioridade é cumprir o ano que falta no contrato.

© Carlos Manuel Martins/Global Imagens

O Estoril iniciou esta segunda-feira os trabalhos de pré-temporada no Estádio António Coimbra da Mota com 25 jogadores, que realizaram os habituais exames médicos. Um dos que se apresentaram ao trabalho foi Kléber, avançado muito cobiçado durante o último mês, mas que para já permanece na Amoreira. "Não vou mentir, teve e há propostas. Da forma que eu acabei a época, é natural, mas a minha prioridade é continuar. É um projeto que eu tenho com o clube, tenho mais um ano de contrato e queria atingir o meu mais alto nível. Quero voltar a ser o Kléber e pretendo fazer isso no Estoril", confessou o dianteiro, que reconhece que muita coisa ainda pode acontecer até final de agosto: "Se aparecer algo financeiramente surreal ... é impossível segurar. Tenho 27 anos e no futebol sabemos que é muito importante ter uma garantia financeira. Por mais que eu tenha uma paixão pelo Estoril, o clube também entende que os jogadores precisam de fazer grandes contratos."

O lateral-direito Nuno Lopes foi o outro porta-voz do plantel, ele que esteve a recuperar de uma lesão no joelho esquerdo durante as férias. "Quando cheguei em janeiro, o meu objetivo era ajudar este grande clube que me recebeu muito bem. Espero que este seja um bom ano e que possa jogar o máximo de jogos no campeonato", frisou o defesa.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon