Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Klinsmann: "Se passarmos o grupo, o céu será o limite"

Sportinveste 11/06/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Klinsmann: "Se passarmos o grupo, o céu será o limite" © Sportinveste Multimédia Klinsmann: "Se passarmos o grupo, o céu será o limite"

O selecionador dos Estados Unidos, o alemão Jürgen Klinsmann, considerou hoje que a sua equipa “não é um outsider” no Grupo G, “provavelmente o mais difícil” do Mundial 2014, com Alemanha, Portugal e Gana.

“Estamos impacientes para fazer o primeiro jogo, contra o Gana, na segunda-feira”, disse Klinsmann, em conferência de imprensa, acrescentando que conhece bem “as forças e fraquezas da primeira ou segunda melhor seleção de África”.

O treinador germânico, campeão do mundo como jogador, em 1990, pela República Federal Alemã, confessou que a seleção norte-americana não se vê como um “outsider”, mesmo que os outros a vejam assim.

No entanto, põe os pés no chão: “Falar em ganhar o Mundial também não é realista. Mas, em 2004, ninguém teria prognosticado que a Grécia seria campeã da Europa e foi. O futebol é imprevisível. Se conseguirmos passar este grupo, então, o céu será o limite”.

Após defrontar o Gana, a seleção norte-americana medirá forças com Portugal, a 22 de junho, em Manaus, e com a Alemanha quatro dias depois, no Recife.

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon