Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Latvala ganha Rali da Argentina e mostra que poderá dar luta a Ogier

Logótipo de LusaLusa 11/05/2014 Nuno Vinha

Redação, 11 mai (Lusa) - O finlandês Jari-Matti Latvala (Volkswagen Polo-R) ganhou hoje o rali da Argentina, à frente do seu colega de equipa, o francês campeão do Mundo Sébastien Ogier, que continua líder do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC)

Latvala, que completou 29 anos durante o rali de Portugal, em abril, ganha assim o seu segundo rali da temporada, uma vez que já tinha sido o mais rápido na Suécia, em fevereiro. Nas estradas de terra da Argentina, o finlandês terminou com 1.26,9 minutos de avanço face a Sébastien Ogier e quase seis minutos (5.54,7 minutos) para o primeiro não Volkswagen, o Citroen DS3 do britânico Kris Meeke.

Logo a seguir, em quarto, outro Volkswagen Polo-R, do norueguês Andreas Mikkelsen.

A Volkswagen ganhou todos os cinco ralis já disputados este ano (Ogier em Monte Carlo, México e Portugal e Latvala na Suécia e na Argentina).

Apesar do segundo lugar, Ogier conserva uma confortável vantagem na frente do campeonato do mundo de pilotos, com 112 pontos, mais 24 que Latvala. Mikkelsen e Mads Ostberg, este num Citroën DS3, partilham o terceiro lugar, com 48 pontos.

O campeão do Mundo geriu o segundo lugar na Argentina na etapa de hoje, mas aplicou-se na "powerstage", a última especial do rali, para amealhar os três pontos adicionais atribuídos ao vencedor desta classificativa.

Ainda assim, Latvala mostrou que é o único a poder dar luta a Ogier pelo título mundial, já que o francês nunca pareceu capaz de aguentar o ritmo do finlandês. No final da etapa de sexta-feira, Latvala tinha 18 segundos de vantagem sobre o francês, no final de sábado tinha 31 segundos e hoje o "fosso" subiu para mais de um minuto, um intervalo pouco habitual entre os dois primeiros.

O norueguês Mads Ostberg (Citroen, segundo na Suécia e terceiro em Portugal) abandonou hoje e o finlandês Mikko Hirvonen (Ford Fiesta, segundo em Portugal) deu espetáculo, ganhando três das quatro especiais do último dia, mas terminando apenas em nono, penalizado por um despiste na sexta-feira.

Já o antigo piloto de F1, o polaco Robert Kubica, terminou pela primeira vez nos pontos, em sexto lugar, atrás do belga Thierry Neuville, o melhor dos Hyundai i20 WRC.

NVI // NFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon