Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Lavezzi acusado de racismo na China

Logótipo de O Jogo O Jogo 15/05/2017 Alcides Freire

Pose do jogador argentino numa sessão fotográfica da Superliga chinesa não agradou aos adeptos.

Não está fácil a vida de Ezequiel Lavezzi no futebol chinês. Depois de uma primeira época desapontante ao serviço do Hebei Fortune, em que não apontou qualquer golo, o internacional argentino enfrenta agora acusações de racismo.

Durante uma sessão fotográfica oficial da Superliga chinesa, o jogador de 32 anos fez uma pose que se tornou viral nas redes sociais: Lavezzi quis imitar os olhos da população asiática e foi, desde logo, insultado.

© EPA/David Fernandez

O Hebei Fortune e o craque reagiram ao sucedido através de um comunicado:

"Recebemos instruções do fotógrafo oficial e estava a tentar fazer algumas caras engraçadas, que seriam usadas para fins de entretenimento. Nunca tive a intenção de insultar o povo chinês e não fiz isto com más intenções. Estou muito feliz por estar aqui e fazer parte do Hebei. Tem sido uma viagem fantástica e adoro a minha vida aqui. Peço desculpa se a fotografia ofendeu os adeptos e a população chinesa. Terei mais cuidado no futuro", refere Lavezzi.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon