Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Layún em dúvida para a viagem à Madeira

Logótipo de O Jogo O Jogo 02/05/2017 Rui Trombinhas

Sem Maxi, falta saber se Nuno irá apostar no mexicano, que atravessa fase de menor fulgor

A expulsão de Maxi em Chaves, que vai afastar o defesa-direito uruguaio do jogo de sábado, contra o Marítimo, deixa Layún como o mais sério candidato à vaga, mas não é assim tão garantido que seja o internacional mexicano a ocupar o lugar

Layún atravessa uma fase de menor fulgor e já nem foi convocado para o encontro em Trás-os-Montes; ficou de fora por opção técnica, o que surpreendeu, tendo em conta que o mexicano podia ser alternativa a Maxi ou a Alex Telles, e eventualmente até poderia ser chamado para jogar nas alas, algo que nem seria novidade.

© Fornecido por O jogo

No entanto, Nuno Espírito Santo optou por não incluir o defesa na lista de convocados, levando para o banco de suplentes apenas Boly, um defesa-central, e nenhum lateral. Agora, face à expulsão de Maxi com cartão vermelho direto, que vai deixá-lo de fora da competição por um ou dois jogos, até por ser reincidente - foi expulso três vezes ao longo da presente temporada -, Layún tem as portas da titularidade abertas, tendo em conta que não há, no plantel principal, mais nenhuma alternativa. Na última vez que foi utilizado, a 19 de março, contra o V. Setúbal, jogou a lateral-direito e foi substituído aos 60 minutos.

LEIA MAIS NA EDIÇÃO IMPRESSA OU E-PAPER

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon