Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

LE: Braga recebe Shakhtar com a ‘mira’ na qualificação para os 16 avos de final

Logótipo de LusaLusa 06/12/2016 Ricardo Carvalho
JOSE COELHO/LUSA © LUSA / JOSE COELHO JOSE COELHO/LUSA

Redação, 06 dez (Lusa) – O Sporting de Braga procura manter o registo perfeito de apuramentos na fase de grupos da Liga Europa de futebol, precisando de fazer igual ou melhor do que o Gent, quando receber na quinta-feira o Shakhtar Donetsk.

Com vantagem no confronto direto, devido ao maior número de golos marcados fora (2-2, contra o empate 1-1 em casa), o Braga, segundo colocado do grupo H, com mais um ponto do que o Gent, até pode perder e seguir para os 16 avos de final, desde que os belgas não vão além do empate no estádio do ‘lanterna-vermelha’ Konyaspor.

O Braga qualificou-se sempre para a fase a eliminar nas cinco presenças anteriores na fase de grupos da prova e parece encaminhar-se para mais um sucesso, apesar de defrontar a equipa mais forte e vencedora antecipada do agrupamento, orientada por Paulo Fonseca, anterior técnico dos bracarenses.

O Shakhtar é uma das três equipas que conta por triunfos os cinco jogos disputados, em conjunto apenas com o Zenit de São Petersburgo e o Schalke 04, e pode juntar-se ao lote de sete clubes que terminaram a fase de grupos com um percurso 100% vitorioso na história da competição.

A análise histórica também não é favorável aos ‘arsenalistas’, que perderam por 2-0 em Lviv, na segunda jornada, e nunca conseguiram impor-se nos sete encontros realizados com equipas ucranianas, nos quais totalizam dois empates e cinco derrotas, todas frente à equipa de Donetsk, vencedor da prova em 2009.

Na época 2010/2011, o Shakhtar venceu por 3-0, fora, e 2-0, em casa, relegando os bracarenses da Liga dos Campeões para a Liga Europa – na qual chegaria à final, perdida para o FC Porto – e na temporada passada eliminou os minhotos, então treinados por Paulo Fonseca, ao impor-se por 2-1, em Portugal, e 4-0, na Ucrânia.

Apesar de defrontar a equipa mais concretizadora desta edição da Liga Europa, com um total de 17 golos marcados, à média de 3,4 por jogo, o Braga tem a seu favor o facto de não perder no seu recinto há sete jogos na fase de grupos da prova, tendo obtido seis vitórias e concedido apenas um empate.

Além do Shakhtar, mais cinco equipas asseguraram já a vitória nos respetivos grupos - Ajax, Roma, Schalke 04, Sparta Praga e Zenit – e outras sete conquistaram o apuramento antecipado para a fase seguinte: Anderlecht, APOEL, Athletic Bilbau, Genk, Krasnodar, Olympiacos e Saint-Étienne.

O Manchester United, treinado pelo português José Mourinho, necessita apenas de um empate frente ao Zorya, último classificado do grupo A, independentemente do resultado da outra partida, entre Fenerbahçe e Feyenoord.

Tal como Mourinho, também Paulo Sousa tem boas perspetivas de manter a Fiorentina – que se desloca ao reduto do Karabakh - no topo do agrupamento J, enquanto Paulo Bento poderá até poupar alguns jogadores, pois já está apurado para os 16 avos de final.

O Inter de Milão - que não poderá contar com o médio português João Mário por não ter sido inscrito – vai despedir-se das competições europeias desta época, procurando melhorar o registo desastroso de uma vitória e quatro derrotas.

RPC // NF

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon