Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Lecabela Quaresma sétima no pentatlo nos Europeus atletismo

Logótipo de LusaLusa 03/03/2017 Filipe Bravo

Belgrado, 03 mar (Lusa) - A portuguesa Lecabela Quaresma estreou-se em Campeonatos da Europa de pista coberta com um sétimo lugar no pentatlo, que hoje se disputou em Belgrado e foi arrebatado pela belga Nafissatou Thiam.

A atleta lusa chegou aos 4.444 pontos no conjunto das cinco provas, muito perto do seu recente recorde pessoal e a dar indicações de que poderá fazer melhor ainda, nas provas combinadas.

Começou o dia a ser sétima depois dos 60 metros barreiras e o salto em altura. Após 8,52 segundos nas barreiras, o seu melhor de 2017, superou-se no salto em altura e com 1,78 metros fez um novo recorde pessoal.

Viria a estar em linha com o seu valor atual no peso, com 14,25 metros (quinta), mas um pouco abaixo no salto em comprimento, com 5,82 (12.ª), o que lhe permitiu entrar para a última das cinco provas do pentatlo, os 800 metros, na sexta posição.

SRDJAN SUKI/EPA © EPA / SRDJAN SUKI SRDJAN SUKI/EPA

Correu na segunda e mais rápida das duas séries, para ser nona na prova, com o seu segundo recorde pessoal do dia, a 2.16,49 minutos. Perderia, ainda assim, uma posição global, face à excelente corrida da austríaca Verena Preiner, que venceu.

Face ao seu recorde pessoal, a atleta treinada pelo ainda recordista nacional Mário Aníbal fez melhor nas barreiras, altura e 800 metros, mas pior no peso e - sobretudo - no comprimento, em que se verificou uma diferença de 24 centímetros.

De qualquer forma, fica com o seu segundo melhor conjunto de sempre, logo a seguir ao recorde pessoal estabelecido há duas semanas no Campeonato de França, em Bordéus.

A belga Thiam, campeã olímpica de heptatlo, confirmou em pleno o favoritismo e chegou a ameaçar o recorde do mundo, da ucraniana Natalia Dobrinska. Não o conseguiu, com uma tarde menos boa, mas sobe a 10.ª mundial de sempre, com 4.870.

O pódio foi completado pela austríaca Ivona Dadic (4.767, recorde nacional) e a húngara Gyorgyi Zsovoczky-Farkas (4.4723).

Seguiram-se, na tabela, a húngara Xénia Kriszan, a holandesa Nadine Broersen, a austríaca Verena Preiner e Lecabela Quaresma, num pentatlo em que competiram 16 atletas.

FB // PFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon