Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Legislativas e municipais na Guiné Equatorial marcadas para 12 de novembro

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/09/2017 Administrator

As eleições legislativas e municipais da Guiné Equatorial vão realizar-se a 12 de novembro, segundo o Serviço de Informação e Imprensa do país, divulgou hoje a agência noticiosa espanhola EFE.

O decreto do presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, além de convocar as eleições para as duas câmaras do parlamento e para os municípios, dissolve as câmaras e corporações municipais constituídas após as eleições de maio de 2013, nas quais o Partido Democrático da Guiné Equatorial (PDGE) obteve uma esmagadora maioria, adianta a EFE.

O PDGE conseguiu 99 dos 100 deputados e 74 dos 75 senadores.

Antes da convocação das eleições, a principal formação da oposição na Guiné Equatorial, a Convergência para a Democracia Social (CPDS), denunciou que o recenseamento eleitoral, realizado entre 1 e 13 de agosto, foi "manipulado" pelo ministro do Interior e responsável pela Junta Eleitoral Nacional, Clemente Engonga Nguama Onguene.

De acordo com o Ministério do Interior, o recenseamento eleitoral deu conta de 325.554 eleitores, que "incluem crianças, ausentes e mortos", segundo um comunicado da CPDS, citado pela EFE.

A Guiné Equatorial contava com 1.220.000 habitantes em 2016, segundo dados do Banco Mundial.

O país é dirigido desde agosto de 1979 por Teodoro Obiang, que detém o recorde de longevidade no poder em África. O presidente foi reeleito em 2016 com 93,7% dos votos para um quinto mandato de sete anos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon