Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Leonardo Jardim: "Gosto de ver o fundo do mar"

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/05/2017 Alcides Freire

Em entrevista a O JOGO, o treinador do Mónaco fala sobre os seus hobbies preferidos e os momentos de descontração.

Tem algum hobby que o ajude a descontrair?

-Tenho. No verão, e porque sou de uma ilha, vou à pesca. Gosto muito desse tipo de atividades, mas só as consigo fazer quando estou de férias. Desde que estou no Mónaco, já estive umas quatro vezes na Córsega, vou lá fazer pesca submarina.

Que tipo de prazer tira dessas atividades?

-Trabalhar é uma coisa que me dá prazer e tenho paixão pelo que faço. Essas atividades não são para me libertar, são para me dar também prazer. Gosto muito de ver o fundo do mar, os peixes, de estar na água. É como estar com os amigos, o convívio é uma coisa que também gosto, rever as experiências. São essas coisas que permitem, não esquecer o futebol, mas até relembrá-lo num ambiente diferente, com pessoas que foram e são importantes para mim. Aprecio estar com aqueles que sempre me apoiaram, não pelos resultados mas pessoalmente. São amizades que fui criando ao longo dos tempos.

Após uma época intensa, já tem planos para depois do fim de semana? Vai compensar a família?

© EPA/Sebastien Nogier

-A minha família é sacrificada em duas situações. Uma é no tempo, porque com jogos de três em três dias com as competições internacionais eu durmo em casa quatro dias e três fora por semana. Queria dar mais algum tempo à família, que merece. Outra situação é o desgaste psicológico dos jogos. Porque as vitórias do Leonardo são as vitórias da família e as derrotas também. E eles sentem essa pressão, apesar de eu tentar filtrar as coisas, há sempre uma parte que chega à família.

É difícil abstrair-se do futebol?

-Não gosto de me abstrair completamente. A pressão só vem dos resultados. Já dizia alguém: ser treinador de futebol é o melhor do mundo, o problema são os resultados.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon