Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Leonardo Jardim: "Os jogadores que deem a vida, se necessário"

Logótipo de O Jogo O Jogo 02/05/2017 Cristina Aguiar

O treinador português, Leonardo Jardim quer ir à final da Champions e para isso puxa pelos jogadores do Mónaco para que resolvam a questão já na primeira mão das meias-finais com a Juventus

© Fornecido por O jogo

Leonardo Jardim quer que os seus jogadores estejam prontos para "dar a vida, se necessário", pela vitória frente à Juventus nas meias-finais da Liga dos Campeões. O treinador português está ciente de que tem pela frente um adversário de peso e realçou, no entanto, que a decisão "só será feita em Turim", no segundo jogo.

"Toda a gente fala sobre a importância de não sofrer um golo, mas nós podemos marcar. Três vezes em Manchester [frente ao City] e três vezes em Dortmund, o mais importante é ganhar", explicou o técnico, que elogiou a "cultura ganhadora" dos italianos e a força "defensiva, mas também no ataque".

É frente a uma equipa "que não precisa de muitas ocasiões para marcar" e "muito perigosa" nas bolas paradas que Jardim quer que a equipa dê "a vida, se necessário", para "aproveitar o momento e prestar atenção à organização em campo".

Jardim, de 42 anos, realçou ainda o facto de o Mónaco ser "a equipa presente na Europa com mais jogos disputados", o que leva a "fadiga física, que é importante", mas também "fadiga mental, com os últimos jogos a precisarem de uma intensidade mental".

"Precisamos de continuar sem mudar nada na nossa mentalidade, seja na liga francesa ou na Liga dos Campeões, porque ainda nada está feito", acrescentou o técnico luso.

Sobre o seu futuro ao comando dos monegascos, Jardim considera que "não é importante" por estar "muito focado no futuro da equipa", nas meias-finais da Champions e nos últimos quatro jogos da 'Ligue 1', que a formação de Bernardo Silva e João Moutinho lidera.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon