Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Lesão afasta protegido indonésio de Cristiano Ronaldo dos relvados

Logótipo de LusaLusa 21/02/2017 Inês Santinhos Gonçalves
Andreia Nogueira/LUSA © LUSA / Andreia Nogueira Andreia Nogueira/LUSA

Jacarta, 21 fev (Lusa) – Martunis, o jovem indonésio que sobreviveu ao tsunami e que é desde então protegido de Cristiano Ronaldo, vai ficar temporariamente afastado dos relvados devido a uma lesão no joelho, segundo disse hoje à agência AFP.

O jovem de 19 anos, por vezes descrito como o “filho adotivo de Ronaldo”, vai deixar o clube PS TNI, baseado em Java, e regressar a casa, na província de Aceh.

Martunis foi encontrado sozinho, com a camisola da seleção portuguesa de futebol vestida, na praia, dias depois do tsunami de 2004 devastar Aceh, quando ele tinha apenas sete anos.

Imagens do rapaz, cujos irmãos e mãe morreram no desastre, motivaram Ronaldo a viajar até à província indonésia para encontrar-se com ele em 2005.

Os dois encontraram-se várias vezes desde então e em 2015 Martunis juntou-se à academia do Sporting Lisboa, onde também começou a carreira da estrela do Real Madrid.

Ao regressar à Indonésia no ano passado, Martunis, que como muitos indonésios tem apenas um nome, juntou-se à equipa de sub-21 do clube PS TNI, que compete no principal campeonato de futebol do país.

No entanto, depois de se lesionar em dezembro, o jovem disse à AFP que irá apenas realizar “exercícios leves”.

“Vou regressar a Aceh para que o meu joelho possa recuperar e regressar ao futebol se tudo estiver normal”, escreveu na sua página de Facebook.

O tsunami de 2004 matou 170 mil pessoas na província de Aceh e outras dezenas de milhares noutros países no Oceano Índico.

ISG // SB

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon