Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Liga inicia testes com vídeo-árbitro na 'final four' da Taça da Liga

Logótipo de LusaLusa 29/10/2016 Vítor Rodrigues
ANTONIO COTRIM/LUSA © LUSA / ANTONIO COTRIM ANTONIO COTRIM/LUSA

Redação, 29 out (Lusa) - Os testes 'off-line' do vídeo-árbitro previstos realizar pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) vão iniciar-se em janeiro, durante a disputa da 'final four' da Taça da Liga.

De acordo com um documento a que a agência Lusa teve acesso, os testes servirão para que a Liga possa avaliar o parceiro tecnológico com que irá trabalhar, a solução escolhida e os aspetos operacionais, "de modo a obter autorização do International Board (IFAB)/FIFA para iniciar os testes ao vivo (‘live’) a partir do início da época 2017/18".

Uma delegação da LPFP, encabeçada pelo diretor executivo coordenador, Pedro Correia, participou no terceiro seminário sobre a experiência do vídeo-árbitro, realizada em Zurique, na Suíça, e que terminou na sexta-feira, certame organizado pelo IFAB e pela FIFA, no qual estiveram um total de 35 peritos em representação de 11 países.

Sobre a experiência do vídeo-árbitro, Pedro Correia referiu: “A Liga Portugal, no seu papel de organizador das competições profissionais, deseja estar na vanguarda do desenvolvimento tecnológico em prol do futebol português”.

“Na sequência de várias reuniões preparatórias, a Liga Portugal foi convidada a participar nesta experiência, que incluiu ainda outros cinco países que estão na vanguarda e foram os primeiros a aceitar o protocolo e requisitos estabelecidos pelo IFAB e pela FIFA em junho de 2016”, acrescentou.

Pedro correia destacou a importância do projeto para o futebol português e o facto de Portugal ter de estar "na vanguarda dos países que testam e que poderão influenciar os decisores no momento certo”.

“Os diversos agentes do futebol português terão de ter a visão e coragem para estar na vanguarda, sob pena de as nossas competições se tornarem satélites das grandes ligas”, finalizou.

Em Portugal, o vídeo-árbitro já foi testado no encontro da Supertaça entre o Benfica e o Sporting de Braga, jogo dirigido por Jorge Sousa, em sistema de 'off-line', ou seja, não prevê a comunicação entre o árbitro e o vídeo-árbitro.

A FIFA testará pela primeira vez o sistema no Mundial de clubes, que decorrerá no Japão em dezembro de 2016 e que servirá de ensaio antes da autorização do IFAB para testes com comunicação, a decorrerem em 2017. A Taça da Confederações, na qual participará Portugal na qualidade de campeão europeu, será também usada no intuito de se avaliar uma potencial introdução do vídeo-árbitro no Mundial de 2018.

No âmbito da LPFP, serão tidas em consideração as várias competições profissionais que a instituição organiza, as I e II ligas e a Taça da Liga.

O IFAB, que iniciou a experiência em 05 de março último e cuja decisão final sobre a possível introdução em competições de futebol será tomada em 2018/2019, tem planeados dois tipos de teste.

Um primeiro denominado 'off-line', que não prevê a comunicação entre o vídeo-árbitro e o árbitro, que servem para ensaio e familiarização com a plataforma tecnológica, aspetos operacionais e para avaliar o número potencial de paragens, e sua duração, no decurso de um jogo. Nestes testes não haverá impacto no jogo.

O segundo é o denominado 'live', que permite a comunicação do vídeo-árbitro com o árbitro em jogos de caráter particular e com consequente impacto nas decisões do jogo. A realização deste tipo de teste implica uma autorização expressa do IFAB.

VR // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon