Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Lille quer tirar Rúben Semedo ao Sporting

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/05/2017 Alcides Freire

Clube francês definiu a contratação do defesa-central como prioridade.

© Tony Dias/Global Imagens

Determinado a reforçar o eixo da sua defesa, o Lille estabeleceu a contratação de Rúben Semedo como uma das prioridades para a próxima época. De acordo com o que O JOGO apurou, o emblema presidido por Gérard Lopez, que tem Luís Campos como coordenador de scouting vai procurar saber junto dos representantes da SAD do Sporting em que condições pode assegurar o concurso do jovem central, que tem contrato até ao final da temporada de 2021/2022 e que está blindado por uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros.

Um dos trunfos do emblema francês é, precisamente, a injeção de capital proveniente dos cofres do milionário Gérard Lopez, que colocou em marcha um projeto ambicioso para recolocar o Lille na ribalta do futebol francês após ter adquirido o clube, em outubro. Um dos passos rumo a esse objetivo foi a contratação do técnico argentino Marcelo Bielsa, oficializada ontem pelos "dogues". Caso as negociações culminem com a mudança de Rúben Semedo para o norte de França, este pode aumentar uma colónia portuguesa formada por Éder, Rony Lopes e Xeka, médio cedido pelo Braga que, como O JOGO oportunamente noticiou, está em vias de ser adquirido a título definitivo.

Face ao ataque-relâmpago do Lille, o duelo de amanhã frente ao Chaves poderá ser palco da despedida do central de Alvalade. Formado nas escolas do Sporting, Rúben Semedo estreou-se oficialmente de leão ao peito em 2013, num jogo da Taça de Portugal frente ao Alba, mas um empréstimo ao Reus parecia ter encerrado a sua trajetória ascendente rumo à equipa principal. A chegada à elite acabou por ocorrer em janeiro de 2016, quando foi resgatado ao V. Setúbal, clube onde tinha estado cedido na primeira metade da época, para se tornar titular ao lado de Coates. Esta época, Semedo manteve esse estatuto, mas, nos últimos jogos, perdeu o lugar no onze para Paulo Oliveira e, face à contratação de André Pinto, viu a sua saída ficar mais perto.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon