Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Linha férrea no sul de Moçambique reabre após interrupção de 15 dias

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/10/2017 Administrator

A linha férrea do Limpopo reabriu no domingo após uma interrupção de 15 dias para obras de manutenção, anunciou a empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), num comunicado distribuído hoje à imprensa.

Num primeiro momento, a interrupção tinha o prazo de sete dias, mas a dimensão das obras exigiu que a empresa estendesse o prazo, segundo o documento.

Falando à Lusa no início do mês, o porta-voz dos CFM, Adélio Dias, disse que se tratavam de "obras de rotina", lembrando que estas manutenções são pertinentes para assegurar a qualidade das infraestruturas.

"São trabalhos necessários e que vão, na verdade, melhorar a própria linha", frisou, na altura, o porta-voz, sem esclarecer que tipo de operações seria efetuado na linha.

No comunicado, a empresa não avança o número de comboios que foram afetados pela interrupção nem o custo das obras, mas realça que a manutenção vai garantir um serviço de maior qualidade.

A linha férrea do Limpopo, com 522 quilómetros, é uma das ligações do sul do Zimbabué para os portos moçambicanos do Índico e tem capacidade para transportar cerca dois milhões de toneladas de carga por ano.

Em fevereiro de 2015, uma pessoa morreu e 12 ficaram feridas em resultado de um descarrilamento de um comboio de carga na linha do Limpopo.

Um ano antes, em janeiro de 2014, um outro comboio de 26 vagões, transportando açúcar, descarrilou na mesma linha, sem, no entanto, provocar vítimas mortais.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon