Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Loucura por Casillas na chegada do FC Porto ao México

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/07/2017 Alcides Freire
© Fornecido por O jogo

Dragões chegam após viagem de 11 horas. Vaná foi a novidade, mas foi o o outro guarda redes que atraiu uma centena de mexicanos ao hotel portista.

Eram 21h45 na Cidade do México, mais seis em Portugal, quando o FC Porto chegou finalmente ao hotel onde vai ficar até segunda-feira. Sérgio Conceição foi o primeiro a sair, a equipa técnica a seguir e depois todo o plantel. Vaná, cara nova, passou completamente ao lado dos mexicanos, mais interessados em Casillas.

Perto de uma centena de locais, entre meros adeptos e jornalistas, aguardaram a chegada dos dragões e gritaram incessantemente pelo nome do guarda-redes espanhol, que sensibilizado pelo carinho acabou por ser o único a furar o protocolo e lá deu os autógrafos da praxe. Houve até um espanhol que lhe apresentou o filho bebé, a quem chamou Iker em homenagem ao ídolo que agora joga no FC Porto.

instagramhttps://www.instagram.com/p/BWltsAzgmir/?taken-by=ikercasillas

Corona também foi muito solicitado pelos adeptos. No aeroporto, aliás, foi tão procurado como o guardião espanhol. Também aí o FC Porto teve uma centena à espera.

instagramhttps://www.instagram.com/p/BWl6aXJAQOr/?taken-by=fcporto

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon