Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Luís Castro: "Há cada vez menos espaço para percalços"

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/04/2017 Hugo M. Monteiro

Treinador do Rio Ave quer a sua equipa concentrada para o jogo com o "aflito" Tondela, no sábado.

Luís Castro, treinador do Rio Ave, considerou esta sexta-feira que há "cada vez menos espaço para percalços" no campeonato, pretendendo, por isso, vencer no sábado o Tondela, na 29ª jornada.

© Miguel Pereira/Global Imagens

O técnico dos vilacondenses lembrou que o Rio Ave, atual sétimo classificado do campeonato, quer manter-se dentro do objetivo de ficar nos oito primeiros lugares da prova, admitindo que a atual meta é alcançar o Marítimo no "europeu" sexto posto.

"Somos ambiciosos por natureza e sabemos que, teoricamente, jogando o Marítimo na Luz, frente ao Benfica, e o Rio Ave em Tondela perspetiva-se jogos em que tudo pode acontecer, mas é natural que possa acontecer uma aproximação ao nosso imediato adversário na tabela", analisou Luís Castro.

Ainda assim, o treinador da formação nortenha lembra que também o adversário deste sábado também está ávido por pontos para sair dos lugares de despromoção, perspetivando, por isso, um duelo "muito difícil".

"É um jogo importante para as duas equipas e precisamos de estar focados, jogar bem, e respeitar a avidez com que o adversário se irá colocar em campo na procura de pontos", apontou Luís Castro

Com apenas sete jornadas para o final do campeonato, o técnico do Rio Ave admite que "há cada vez menos espaço para retificar percalços de não vencer", reconhecendo que o seu grupo não esteve na partida da última jornada, frente ao Vitória de Setúbal [empate caseiro sem golos].

"Não saí satisfeito com a nossa prestação no último jogo, tivemos uma baixa intensidade que não me agradou. Gostaria que nos apresentássemos mais fortes e com maior assertividade junto da baliza contrária", reconheceu Luís Castro.

À margem desta partida, o treinador foi confrontado com uma eventual renovação de contrato com a equipa vilacondense, mas vincou que "não está preocupado com esse tema".

"Claro que penso no meu futuro além de maio, mas não penso nisso com preocupação. Estou habituado a fazer contratos sucessivos e, de momento, só estou focado na prestação da equipa", garantiu.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon