Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Luís Henrique acerta pormenores para assinar pelo Feirense

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/07/2017 Alcides Freire
© Fornecido por O jogo

O ponta de lança, que rescindiu com o Atlético Paranaense, vai agora sentar-se à mesa com os responsáveis fogaceiros para discutir alguns termos do contrato

Para já, Nuno Manta conta com cinco reforços - o lateral-esquerdo Kiki, o central Bruno Nascimento, o médio-defensivo Alphonse e os extremos Gustavo Ermel e Zé Pedro - que começam hoje a trabalhar no relvado, assim como o restante plantel, estando previstas sessões bidiárias, até ao final da semana. Mas, ao que tudo indica, o lote de contratações vai avolumar-se durante os próximos dias, sendo a baliza e a frente de ataque os sectores que o clube mais pretende ver reforçados. Precisamente para esta última posição, está prevista a inclusão de Luís Henrique, que será anunciada em breve. O ponta de lança brasileiro chegou ontem a Portugal e hoje deve sentar-se à mesa com os responsáveis do Feirense para acertar os últimos detalhes do contrato, antes de assinar. O JOGO apurou que o atleta de 19 anos, que rescindiu com o Atlético Paranaense, vem sem custos e vai rubricar um vínculo válido por três ou quatro temporadas, mas há mais aspetos a acertar, nos termos de contrato, para que o acordo entre todas as partes fique selado. Com esta contratação, o Feirense pretende fazer esquecer as saídas dos pontas de lança Platiny, para o Chaves, e de Karamanos, para o Olympiacos.

citacaoO brasileiro, de 19 anos, chegou ontem a Portugal e ao que tudo indica já não foge ao Feirense, estando previsto que esta semana já integre o plantel de Nuno Manta, que arranca hoje os trabalhos na relva

Luís Henrique é uma promessa do futebol brasileiro, apesar de vir de uma época de menor fulgor, no Atlético Paranaense, onde realizou nove jogos e sem golos marcados. O avançado teve a fase de maior rendimento, na sua curta carreira, em 2015, quando vestia a camisola do Botafogo, onde fez 14 golos em dez jogos, na Copa Brasil sub-17. Essa eficácia despertou o interesse do Arsenal, mas o acordo não se concretizou. Surge agora a primeira experiência na Europa e os próximos meses mostrarão o que vale o jovem ponta de lança brasileiro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon