Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

México quinta seleção apurada para o Mundial2018, Estados Unidos complicam

Logótipo de LusaLusa 02/09/2017 Vítor Rodrigues

Redação, 02 set (Lusa) - O México assegurou, na sexta-feira, a qualificação para o Campeonato do Mundo da Rússia de 2018, ao vencer, no estádio Azteca, o Panamá por 1-0, enquanto os Estados Unidos complicaram o seu apuramento.

A jogar em casa, a equipa mexicana não teve vida fácil e apenas marcou o golo que lhe garantiu a vitória e consequente apuramento para o Mundial aos 53 minutos, através de Hirving 'Chucky' Lozano, a jogar atualmente nos holandeses do PSV.

O México, que vai participar na sua 16.ª fase final de um mundial, sétima consecutiva, tornou-se assim na quinta seleção a assegurar a presença na Rússia, juntando-se ao país anfitrião, ao Brasil, ao Irão, de Carlos Queiroz, e ao Japão.

Enquanto o México, no qual atuaram de início os três jogadores do FC Porto, Dyego Reyes, Jesus Corona e Hector Herrera, enquanto o benfiquista Raul Jimenez não saiu do banco, já assegurou um dos três lugares que dão apuramento direto nesta zona CONCACAF, os Estados Unidos, à partida também favoritos para marcar presença na Rússia, têm vida complicada e não podem facilitar nas três rondas que faltam.

Na sexta-feira, a equipa norte-americana perdeu na receção à Costa Rica 2-0, resultado que a deixa no terceiro posto do grupo com oito pontos, enquantro os costa-riquenhos estão destacados no segundo posto com 14 pontos, muito próximos de assegurar também lugar na Rússia.

Numa fase em que se apuram diretamente os três primeiros classificados e o quarto vai disputar um 'play-off' com o quinto classificado da zona Ásia, os norte-americanos vão agora lutar diretamente com as Honduras, que estão no quarto lugar com os mesmos oito pontos, e com o Panamá, quinto com sete, pelas restantes posições.

Em Harrison, New Jersey, a Costa Rica beneficiou de dois golos de Marcos Urena, aos 30 e 82 minutos, para levar de vencida os Estados Unidos, num jogo em que o sportinguista Bryan Ruiz atuou os 90 minutos e fez o cruzamento para o primeiro golo.

JOSE MENDEZ/EFE © EPA / JOSE MENDEZ JOSE MENDEZ/EFE

Apesar da recente conquista da 'Gold Cup', os norte-americanos não conseguiram transportar essa motivação extra para este jogo, tendo esta sido a primeira derrota do selecionador Bruce Arena desde que rendeu o alemão Juergen Klinsmann, em novembro passado.

As Honduras, que venceram na sexta-feira em Trinidad e Tobago por 2-1, recebem na terça-feira a equipa norte-americana, num jogo que pode ser crucial para as aspirações das duas formações.

VR // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon