Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Macau/Tufão: Alerta elevado para sinal 8 devido à aproximação do Pakhar

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/08/2017 Administrator

Os Serviços Meteorológicos e Geofísicos de Macau hastearam hoje o sinal 8 devido à aproximação do tufão Pakhar, quatro dias depois de outra tempestade tropical ter causado dez mortos e deixado um rasto de destruição na cidade.

O sinal 8 da escala de tempestade tropical, que mede a intensidade e distância de Macau, é o antepenúltimo grau da escala meteorológica de tufões.

Significa que o centro da tempestade tropical está a aproximar-se, sendo possível o registo em Macau de vento entre 63 e 117 quilómetros por hora, com rajadas de cerca de 180 quilómetros por hora. (CORRIGE NO SEGUNDO PARÁGRAFO OS GRAUS DA ESCALA. O SINAL 8 É O ANTEPENÚLTIMO NA ESCALA DE ALERTA DE TEMPESTADES TROPICAIS, QUE É FORMADA PELOS SINAIS 1, 3, 8, 9 e 10).

De acordo com a página dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos, o sinal 8 foi içado pelas 06:00 de hoje (23:00 de sábado em Lisboa), e "prevê-se que o vento se vá intensificar" e que este sinal "fique içado por mais algum tempo".

Pelas 07:00 (00:00 em Lisboa), o Pakhar seguia a 80 quilómetros a su-sueste da cidade e encaminhava-se para noroeste à velocidade de 30 quilómetros por hora, em direção à foz do Rio das Pérolas.

Com a passagem a sinal 8, foram encerradas ao trânsito as pontes Nobre de Carvalho, Amizade, Flor de Lótus e Sai Van a partir das 07:25 (00:25 em Lisboa), e meia hora antes foi aberto o tabuleiro inferior da Ponte Sai Van.

O sinal 8 levou também ao encerramento do serviço de transportes públicos e à suspensão de todas as carreiras de transportes marítimos no Terminal Pac On, na Taipa.

Em Hong Kong, o sinal 8 foi içado pelas 05:10 (22:10 de sábado em Lisboa).

Nessa altura, Tate Cairn, Tap Mun e praia de Cheung Chau registavam ventos máximos de 140, 94 e 90 quilómetros por hora, respetivamente.

A passagem na quarta-feira por Macau do tufão Hato, o mais forte em 50 anos, levou as autoridades a hastear o sinal máximo, o que não sucedia desde 1999.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon