Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Macau/Tufão: Chefe do executivo agradece à população e admite espaço para melhorias

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/08/2017 Administrator

O chefe do executivo de Macau publicou hoje duas cartas de agradecimento aos cidadãos e aos trabalhadores da administração pública pela resposta à catástrofe do tufão da semana passada, admitindo que "a nível institucional há espaço para melhorias".

Dois tufões -- o Hato e o Pakhar -- passaram por Macau na quarta-feira e no domingo. O primeiro causou dez mortos e deixou partes da cidade paralisadas sem água e luz.

As duas cartas foram hoje publicadas por Chui Sai On em todos jornais em língua portuguesa e chinesa.

Na carta de agradecimento aos cidadãos, o chefe do executivo enalteceu a "solidariedade" e o "espírito de entreajuda" manifestado.

"No dia 23 de agosto, o tufão Hato, o mais intenso dos últimos 53 anos, assolou Macau, tendo causado graves perdas de vidas humanas e de bens materiais", escreveu Chui Sai On.

"Perante esta tão severa desgraça, os cidadãos de Macau não ficaram parados nem derrotados, nem se entregaram a lamentos e queixas, pelo contrário, lançaram mãos ao trabalho, e envolveram-se ativamente na recolha de bens, apetrechos e utensílios e na distribuição de água e de comida", acrescentou.

Na mesma carta, o chefe do executivo de Macau agradeceu "o auxílio de vários departamentos do interior da China, das províncias e cidades irmãs, da Guarnição em Macau do Exército de Libertação do Povo Chinês e de instituições do Governo Popular Central" na região.

"Atualmente, o abastecimento de água e de eletricidade, assim como o trânsito, estão basicamente normalizados, e os trabalhos de recuperação pós-catástrofe estão a ser desencadeados de forma ordenada", indicou.

Não obstante, admitiu que "ainda existe, a nível institucional, um grande espaço para melhoramentos, e que o Governo necessita de efetuar uma revisão global dos mecanismos de resposta a situações de catástrofe".

Na carta de agradecimento aos trabalhadores da administração pública, Chui Sai On destacou em particular "as forças de segurança, do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais, do Instituto de Ação Social, do Instituto de Habitação e dos Serviços de Saúde, entre outros, na linha da frente".

"Dia e noite, não receando a perigosidade da situação, contribuíram altruisticamente para vencer as dificuldades dos processos adversos de salvamento e socorro", acrescentou.

Nesta missiva, o chefe do executivo reconheceu que "neste momento, a situação pós-catástrofe mantém-se severa".

"O funcionamento de muitos equipamentos de apoio social ainda não voltou à normalidade, e a vida da população continua afetada", afirmou.

"Encontramo-nos atualmente numa época de chuvas e de tufões e, por ainda existir possibilidade de novas catástrofes, o Governo de Macau espera que todos os trabalhadores da Administração Pública se mantenham firmes no princípio de servir a população, para que sejam implementadas as diversas medidas de intervenção, de acordo com o planeamento do governo", adiantou.

Na carta aos funcionários públicos, o líder do Governo escreveu ainda que o executivo "está a encontrar soluções que permitam acelerar a remoção de lixos e a limpeza das vias públicas, e a monitorizar as medidas de prevenção de epidemias".

"Finalmente, quero expressar o mais profundo agradecimento e apresentar cumprimentos a todos os trabalhadores da Administração Pública, e saudações aos seus familiares. Obrigado pelo vosso trabalho árduo", conclui Chui Sai On.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon