Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Macau/Tufão: Serviços de meteorologia têm de melhorar - Diretora

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/08/2017 Administrator

A atual responsável pelos Serviços Meteorológicos e Geológicos de Macau considerou hoje ser necessário melhorar a prevenção e a comunicação nos alertas à população, mas sem alterar o funcionamento deste departamento.

Florence Leong falava numa conferência de imprensa de balanço das operações de limpeza e recuperação, na sequência da passagem, na quarta-feira, do tufão Hato, que causou dez mortos e mais de 200 feridos.

"Vamos rever o mecanismo e melhorar os nossos trabalhos de previsões", relativamente à nova tempestade tropical Pakhar, que deverá ser sentida em Macau no domingo.

"A possibilidade de se içar o sinal 03 no domingo é de 70%", disse a responsável, admitindo novas inundações nas zonas baixas do território na tarde desse dia. "Na altura devemos emitir um aviso de 'storm surge' amarelo", admitiu.

A escala de alerta de tempestades tropicais é formada pelos sinais 01, 03, 08, 09 e 10. Os níveis de 'storm surge', de indicação de inundações em zonas costeiras, são três (amarelo, vermelho e preto).

Em resposta às críticas por os SMG não terem feito nenhum aviso prévio à população, e o sinal 08 de tempestade tropical só ter sido içado as 09:00 de quarta-feira, Florence Leong afirmou que antes das 09:00 a tempestade ainda não tinha atingido a velocidade que permitia içar o sinal 08.

Macau içou o sinal 03 de tempestade tropical às 03:00 de quarta-feira (20:00 de terça-feira em Lisboa), elevando-o a 08 seis horas depois. Passada uma hora e meia foi hasteado o sinal 09 e somente 45 minutos depois içado o sinal máximo (10).

O curto intervalo de tempo entre sinais, em particular atendendo à velocidade a que se movia o tufão, fez gerar dúvidas sobre a capacidade de previsão dos SMG.

Um dia depois da passagem do Hato, a pior tempestade tropical a atingir Macau nos últimos 50 anos, o diretor dos SMG Fong Soi Kun, apresentou a demissão.

Natural de Macau, Fong Soi Kun, que fala português, foi escolhido para dirigir os SMG ainda no período da administração portuguesa, mais precisamente em 1998, e era, até hoje, um dos diretores de serviço mais antigos.

Numa conferência de imprensa na quinta-feira, o chefe do Executivo de Macau negou qualquer interferência ao ser questionado sobre alegadas pressões exercidas sobre os SMG relativamente aos sinais de tempestade tropical a içar em nome dos interesses dos casinos.

"Eu nunca interferi nas decisões tomadas pela Direção dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos, porque eles fazem as decisões conforme os dados científicos", além de que o diretor dos SMG responde perante o secretário [dos Transportes e Obras Públicas] Raimundo do Rosário e o secretário perante o chefe do Executivo, argumentou Fernando Chui Sai On.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon