Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Macau/ Tufão: Serviços de Turismo apelam à suspensão das viagens de grupos durante cinco dias

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/08/2017 Administrator

Os Serviços de Turismo de Macau solicitaram hoje a suspensão das viagens turísticas à cidade até quarta-feira, um apelo feito dois dias depois da passagem do tufão que provocou cortes de eletricidade e água ainda não totalmente repostos.

"A Direção dos Serviços de Turismo (DST) convocou esta manhã uma reunião de urgência com representantes de associações de agências de viagem, tendo solicitado às agências de viagem que, a partir de hoje e até ao próximo dia 30 de agosto, suspendam a vinda de grupos turísticos a Macau, na perspetiva de reduzir a receção de excursionistas de modo a reservar recursos para os trabalhos pós-catástrofe", segundo um comunicado.

"Na próxima semana será avaliada a situação e realizados novos preparativos em sintonia", acrescentou.

Os Serviços de Turismo justificam ainda o apelo com o facto de a situação de abastecimento de água e eletricidade em Macau não estar ainda normalizada em alguns hotéis e pensões, e de os estabelecimentos de restauração enfrentarem problemas de escassez.

"Por outro lado, algumas artérias da cidade foram encerradas depois do tufão, e houve danos em infraestruturas, obrigando os trabalhadores da linha da frente e voluntários a lidar com um grande volume de trabalho (...) Por este motivo, apela-se também aos visitantes com pretensão de viajar para Macau nos próximos dias para analisarem e reavaliarem os seus planos", indicou a mesma entidade em comunicado.

O Hato, o tufão mais forte em 50 anos, fez nove mortos e 244 feridos, segundo o mais recente balanço oficial divulgado hoje.

O tufão deixou um rasto de destruição em todo o território, que sofreu cortes no abastecimento de eletricidade e água.

Dados disponibilizados esta tarde pelos Serviços de Turismo indicam que um hotel da cidade entre 64 contactados pelas autoridades não tinha ainda água nem eletricidade.

Do total, sete não tinham água e um estava sem energia. Outros 50 não tinham qualquer problema de abastecimento.

Cinco das unidades hoteleiras não estavam contactáveis ou não responderam aos Serviços de Turismo.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon