Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Macron pede levantamento imediato do embargo "que afeta as populações do Qatar"

Logótipo de O Jogo O Jogo 15/09/2017 Administrator

O Presidente francês, Emmanuel Macron, pediu hoje o levantamento "o mais rapidamente possível" das "medidas de embargo que afetam as populações do Qatar", segundo um comunicado divulgado após um encontro com o emir do Qatar, xeque Tamim Al-Thani.

Há mais de três meses que os vizinhos do Golfo (Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Bahrein) impuseram um embargo ao Qatar, que acusam de apoio ao "terrorismo".

O Presidente francês "pediu que as medidas de embargo que afetam as populações do Qatar, em particular as famílias e estudantes, sejam levantadas o mais rapidamente possível", segundo um comunicado do Eliseu.

Macron e o emir "abordaram a crise que decorre entre o Qatar e diversos países do Médio Oriente. O Presidente da República exprimiu a sua preocupação face às tensões que ameaçam a estabilidade regional, entravam a resolução política das crises e a eficácia da nossa luta coletiva contra o terrorismo", precisa o texto.

A Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos, o Bahrein e o Egito romperam em 05 de junho as suas relações com o Qatar e impuseram sanções económicas (fim das ligações aéreas, terrestres e marítimas) após acusarem Doha de apoio aos grupos islamitas radicais e de aproximação ao Irão, acusações que foram de imediato rejeitadas.

Antes, o emir do Qatar tinha-se reunido em Berlim com a chanceler alemã Angela Merkel, que apelou aos protagonistas da crise para se "sentarem à mesma mesa" e apelando a negociações "discretas" para que possam garantir sucesso.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon