Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Madeira: PAN manifesta solidariedade e alerta para "desleixo" de espaços verdes

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/08/2017 Administrator

O PAN -- Pessoas--Animais--Natureza manifestou hoje solidariedade para com os familiares e as vítimas da queda de um carvalho na Madeira e alertou para a situação de "total desleixo" de espaços verdes por todo o país.

Numa nota, o PAN manifestou a sua "profunda solidariedade" com a Madeira, em especial com os habitantes da freguesia do Monte, no Funchal, e enviou "condolências aos familiares e amigos das vítimas da tragédia provocada pela queda de um carvalho com 200 anos, desejando uma boa e rápida recuperação às pessoas que continuam internadas no hospital do Funchal".

Treze pessoas morreram e 49 ficaram feridas na sequência da queda da árvore de grande porte ocorrida na terça-feira durante a Festa do Monte, no Funchal.

Salientando que há "informações contraditórias sobre se esta árvore estava ou não sinalizada como potencialmente perigosa para a população", o partido considerou que, "se o carvalho que caiu estava localizado em terreno privado, propriedade da Diocese do Funchal, seria de esperar medidas que passariam ou por uma intervenção fitossanitária na árvore, ou pela interdição de passagem e permanência de pessoas nessa mesma zona".

"Infelizmente, o que se continua a verificar um pouco por todo o país é que a manutenção dos espaços verdes, nomeadamente de árvores de grande porte, oscila entre o total desleixo ou o abate indiscriminado", realçou.

O PAN apelou ainda que, "neste momento de consternação coletiva, os responsáveis políticos em funções executivas ou na oposição não caíssem em tentações eleitoralistas e demagógicas". 

A queda do carvalho que matou 13 pessoas e feriu 49 ocorreu no Largo da Fonte, próximo do Funchal, durante a celebração da Festa do Monte, em honra da padroeira da ilha.

Hoje de manhã, sete dos feridos permaneciam hospitalizados, um dos quais nos cuidados intensivos, segundo informação do Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira.

Oito das vítimas mortais são do sexo feminino e cinco do masculino, sendo uma criança de 1 ano e as restantes com idades entre os 28 e 59 anos. Uma mulher francesa e outra húngara figuram entre os mortos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon