Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Madeira pretende contrair empréstimo de 90 milhões de euros para 2018

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/10/2017 Administrator

A Região Autónoma da Madeira pretende contrair um empréstimo de 90 milhões de euros "antecipando necessidades transitórias e pontuais de tesouraria do ano económico de 2018", revela uma resolução publicada hoje no Jornal Oficial.

Numa resolução não publicitada no último Conselho de Governo de 04 de outubro, o executivo dirigido por Miguel Albuquerque pretende contrair o empréstimo de "dívida flutuante/empréstimos de curto prazo até ao montante máximo de 90 milhões de euros, a contrair numa única ou em várias operações, para fazer face às necessidades transitórias e pontuais de tesouraria do ano económico de 2018", pode ler-se.

O executivo regional recorda que a Madeira está autorizada a fazer empréstimos, ou a contrair dívida flutuante de curto prazo, regularizando-a "até ao termo do exercício orçamental do ano económico de 2018, no montante até 0,35 vezes a média da receita corrente líquida cobrada nos últimos três exercícios".

Este tipo de empréstimos "são normais e recorrentes", disse à Lusa fonte da Secretaria Regional das Finanças.

"Para 2017, o valor desses empréstimos - que têm de estar liquidados até 31 de dezembro de 2017 - foi de 85 milhões de euros", esclareceu a mesma fonte.

O aumento para 2018 prende-se com o facto de se pretender "um maior conforto na execução orçamental".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon