Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Madeira: PS suspende ações de campanha previstas para sexta-feira

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/08/2017 Administrator

O PS anunciou hoje que vai suspender todas as ações de campanha previstas para sexta-feira, dia para o qual o Governo decretou luto nacional, na sequência das mortes ocorridas pela queda de uma árvore, na Madeira.

"Decretado que está o dia nacional de luto, o Partido Socialista entende que deve suspender todas as ações de campanha previstas para amanhã [sexta-feira] em respeito a essas vítimas", disse à agência Lusa a secretária-geral adjunta do partido.

Ana Catarina Mendes, que falava durante uma visita à Feira Medieval de Silves, no Algarve, sublinhou que a suspensão da campanha "tem a ver com o respeito pelas vítimas do que aconteceu no Funchal" e com o decretar do dia nacional de luto, sexta-feira, que o partido decidiu "respeitar simbolicamente".

O Governo decretou dia de luto nacional na sexta-feira "pela perda irreparável de vidas humanas" na queda de uma árvore no Largo da Fonte, nas festividades de Nossa Senhora do Monte, na Madeira.

"O Luto Nacional coincide com as cerimónias fúnebres das vítimas do acidente como forma de pesar e solidariedade de todo o país", é referido num comunicado do Governo divulgado hoje.

Um carvalho de grande porte e com 200 anos abateu terça-feira, Dia da Assunção de Nossa Senhora, também conhecido por Dia de Nossa Senhora do Monte, padroeira da Região Autónoma da Madeira, no Largo da Fonte, no Monte, sobre várias pessoas que aguardavam pela passagem da procissão, causando 13 mortos e 49 feridos, sete dos quais estão hospitalizados.

Relativamente às críticas do PSD e do CDS relativamente ao facto de o Governo ter decretado estado de calamidade pública, de forma preventiva, Ana Catarina Mendes disse apenas que este não é o momento "para fazer luta política", mas sim de "solidariedade para com quem está a sofrer por causa das perdas com os fogos".

A secretária-geral adjunta do PS considerou que este é não só um momento de solidariedade para com as vítimas, como também com aqueles que estão envolvidos no combate às chamas.

"Este é um momento de solidariedade para todos quantos foram fustigados pelos fogos este ano", concluiu.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon