Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Madeira Rodrigues diz que vai despedir Jesus caso seja eleito no Sporting

Logótipo de LusaLusa 20/01/2017 Luís Garoupa
MANUEL DE ALMEIDA/LUSA © LUSA / MANUEL DE ALMEIDA MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Lisboa, 20 jan (Lusa) – Pedro Madeira Rodrigues, candidato a presidente do Sporting, revelou hoje que, caso seja eleito, Jorge Jesus deixará de ser treinador do clube devido a ter integrado a comissão de honra da candidatura de Bruno de Carvalho.

“Ele [Jorge Jesus] escolheu um lado e isso tem consequências. A consequência imediata é que ele não será o meu treinador quando eu tomar posse a 04 de março”, afirmou Madeira Rodrigues, numa conferência de imprensa que se realizou na sua sede de candidatura, em Lisboa.

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, anunciou hoje que Jesus vai integrar a Comissão de Honra da sua recandidatura a novo mandato.

“Tenho o privilégio e o orgulho de poder contar na minha Comissão de Honra com o treinador Jorge Jesus”, escreveu Bruno de Carvalho na sua página no Facebook.

Além de descartar Jesus, Madeira Rodrigues adiantou que irá apresentar uma solução para treinador do Sporting até 04 de março, dia em que se realizam as eleições para os órgãos sociais do clube lisboeta.

Bruno de Carvalho, presidente do clube desde 2013, e Pedro Madeira Rodrigues são, até ao momento, os candidatos anunciados à liderança do emblema ‘leonino’.

Há quase quatro anos, Bruno de Carvalho venceu as eleições com 53,36% dos votos, impondo-se a José Couceiro, que obteve 45,35% e a Carlos Severino, que conseguiu 1,02%.

JEC/LG // NFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon