Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Maior refinaria dos EUA reduz produção para metade devido ao Harvey

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/08/2017 Administrator

A maior refinaria dos EUA reduziu hoje a sua produção para cerca de metade, em resultado da tempestade tropical Harvey, que continua a fustigar a costa do Estado do Texas, no Golfo do México.

Um importante oleoduto, que transporta combustível para a Costa Leste, também está a funcionar parcialmente, devido aos encerramentos de refinarias em Houston, o que está a intensificar a pressão sobre o sistema energético norte-americano.

Os futuros (um produto financeiro) da gasolina subiram hoje cerca de 4% (seis cêntimos).

A Motiva Enterprises informou hoje que a sua maior refinaria em Port Arthur, no Texas, estava com restrições no fluxo de entradas de petróleo e no das saídas da gasolina, através dos oleodutos e portos.

Esta refinaria estava também a funcionar a 60% da sua capacidade, adiantou uma porta-voz da empresa, acrescentando que parte das instalações está inundada, tal como as estradas locais.

A Motiva é propriedade da Saudi Aramco, a empresa petrolífera estatal da Arábia Saudita.

Mesmo antes do anúncio da Motiva, dez refinarias no Texas, incluindo a segunda maior dos EUA, gerida pela ExxonMobil, encerraram desde que o então furacão Harvey chegou a terra na noite de sexta-feira. Várias outras estão a funcionar com capacidade reduzida. Cerca de 15% da capacidade de refinação dos EUA está fora de serviço.

As inundações também reduziram o fluxo de gasolina e outros combustíveis para a costa Leste através de um grande oleoduto, o colonial Pipeline.

O operador deste oleoduto afirmou hoje que a redução do transporte ficou a dever-se à diminuição do abastecimento por parte das refinarias em torno de Houston e aos estragos provocados pelo furacão em várias instalações no sudeste texano.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon