Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mais de 400 acusados nos EUA numa vasta fraude com seguros de saúde

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/07/2017 Administrator

Os Estados Unidos anunciaram hoje uma grande operação de luta contra a fraude nos seguros de saúde, com um prejuízo estimado em 1,3 milhões de dólares e mais de 400 acusados.

São visados centros de desintoxicação de drogas, acusados de terem defraudado seguros de saúde, bem como pessoas suspeitas de revenda de opiáceos.

"Está em curso a maior operação de repressão da fraude sobre seguros médicos da história dos Estados Unidos", afirmou o ministro da Justiça, Jeff Sessions, em conferência de imprensa.

Pelo menos 56 médicos foram apanhados na investigação e 295 profissionais de saúde foram alvo de procedimentos de suspensão ou afastamento do sistema de saúde federal, acrescentou.

Este anúncio ocorre quando os Estados Unidos enfrentam uma grave crise ligada à dependência de muitos norte-americanos de opiáceos, uma categoria de estupefacientes que engloba medicamentos analgésicos entregues por encomenda, e de heroína, muitas vezes misturada com substâncias sintéticas.

"Um americano morre por overdose a cada 11 minutos e mais de dois milhões de americanos estão presos pela sua dependência de analgésicos entregues sob encomenda", referiu Sessions.

Citou como exemplo, um grupo de pessoas do Estado de Michigan, entre os quais seis clínicos, que foram acusados de montar um esquema de prescrição constante aos pacientes de medicamentos opiáceos, que estes não precisavam, sendo uma parte destes produtos revendida na rua.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon