Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mais de 50% dos moçambicanos com VIH/Sida têm acesso ao tratamento - ONUSIDA

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

Em Moçambique, 54% das pessoas que vivem com o VIH/Sida estão em tratamento e 61% dos infetados têm conhecimento do seu estado, de acordo com o relatório do programa da ONU para o combate à Sida (ONUSIDA) hoje divulgado.

Segundo o documento, Moçambique está entre os sete países da África Oriental e Austral que concentram 50% das novas infeções que ocorreram entre 2010 e 2016, e que nesse período atingiram 790 mil.

O relatório indica que cerca de 60% da população moçambicana do sexo masculino, entre 15 e 49 anos, recorreu voluntariamente à circuncisão.

A ONUSIDA estima que 75% de mulheres grávidas e que vivem com VIH no país têm acesso ao tratamento com antirretrovirais.

A taxa de prevalência de VIH/Sida em pessoas com idade entre 15 e 49 anos em Moçambique era de 10,5% em 2015, correspondentes a 1,5 milhões de pessoas, indicam os dados da ONUSIDA.

A ONUSIDA refere que 1,4 milhões de moçambicanos adultos com mais de 15 anos vivem com o VIH.

Em 2015, morreram vítimas da Sida 39 mil pessoas e estavam registadas, como órfãs de país que morreram também em consequência da doença, 590 mil crianças, entre os zero e 17 anos.

De acordo com o relatório, 110 mil crianças até aos 14 anos vivem com o HIV, vírus que até 2015 tinha infetado 830 mil mulheres com idade igual ou superior a 15 anos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon