Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mais dois anos para Podence e Palhinha

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/10/2017 Rui Trombinhas

Jogadores entram nos planos de presente e futuro dos leões, que impediram a saída de ambos no defeso

© PAULO NOVAIS

Figuras de proa na deslocação a Oleiros para a Taça de Portugal, a dupla formada por João Palhinha e Daniel Podence está cada vez mais próxima da renovação contratual com o Sporting. Ambos têm contrato até 2021 e mantêm conversações com a SAD há várias semanas, com as posturas das partes cada vez mais próximas. O objetivo é ampliar os respetivos vínculos por mais duas temporadas, até 2023, com revisão salarial, estando ainda em estudo a possibilidade de revisão das cláusulas de rescisão (a do médio está fixada nos 45 Meuro e a do atacante ascende a 60 Meuro).

Contra o Oleiros, Palhinha bisou e mereceu rasgados elogios de Jorge Jesus, enquanto Podence voltou a não marcar... mas destacou-se no último passe, oferecendo os três últimos golos do Sporting (4-2) a Mattheus Oliveira, Palhinha e Rafael Leão, respetivamente.

"Há um jogador que se destacou nitidamente: o João Palhinha. Além dos dois golos, foi muito forte defensivamente e tranquilo na fase de construção. Deu indicações muito boas para os futuros jogos. Tem evoluído taticamente, está a melhorar a cada dia. Vai ser um dos jogadores do futuro do Sporting. Renovação? Vai ser um dos rostos do clube e o seu contrato deve ser melhorado. Nem é preciso recomendar porque a SAD já está a trabalhar nisso. Acredito que tudo se vai resolver pelo melhor", comentou no final do encontro de quinta-feira o técnico leonino, Jorge Jesus. Embora ainda procurem o seu espaço na equipa titular, a SAD confia no talento da dupla e impediu a sua saída no início da temporada, recusando uma oferta de cerca de 10 Meuro do Lyon por Palhinha e propostas de empréstimo de clubes da Liga por Podence. Tal como O JOGO noticiou oportunamente, ambos auferem cerca de 100 mil euros anuais e pretendem atingir o patamar dos 500 mil. Ainda não há acordo de verbas e são necessárias cedências de parte a parte, mas o entendimento está próximo.

Refira-se que com William e Alan Ruiz a suscitarem interesse no mercado, no caso de saírem em janeiro, Palhinha e Podence podem ganhar preponderância na segunda metade da época.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon