Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Managers portugueses mais mobilizados quando empresa está em crise - barómetro

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/10/2017 Administrator

O grau de compromisso dos managers portugueses é maior quando as suas empresas enfrentam situações de crise do que quando estão em crescimento, revela um barómetro divulgado hoje.

A conclusão surge no Barómetro de Absentismo e Compromisso, realizado pela consultora Ayming, através de um inquérito a 2.843 managers de oito países europeus (Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Itália, Holanda, Portugal e Reino Unido).

Dos 305 participantes portugueses, 85% afirma sentir-se mobilizado em momentos mais difíceis para a empresa, percentagem que desce para os 82% quando a empresa se encontra num período de crescimento.

Portugal é o único país entre os analisados em que se regista este fenómeno, contrastando com 64% de managers europeus que afirmam estar motivados quando as empresas enfrentam maiores dificuldades.

Segundo o diretor-geral da Ayming, Nuno Tomás, para a "imagem de resiliência do manager português" contribui "o facto de ter agilidade e capacidade de mobilização, ainda que por vezes em situações em que sente lacunas nas ferramentas e formação disponibilizadas pelas empresas".

"Havendo um 'handicap' [obstáculo] a priori, é por iniciativa dos próprios managers que essa limitação é ultrapassada, o que é revelador da sua proatividade neste âmbito", acrescenta o responsável.

O barómetro mostra ainda que os managers portugueses estão entre os que têm uma taxa de assiduidade elevada, já que 76% afirmam ter trabalhado todos os dias, uma percentagem 10% superior à média europeia.

Apenas o Reino Unido, com 80%, apresenta uma taxa de assiduidade superior. Ao contrário, Itália apresenta a taxa de assiduidade mais baixa (48%).

Em linha com o resto dos países europeus analisados, os motivos pessoais para o absentismo estão relacionados com a saúde pessoal, a saúde de familiares, a situação familiar e financeira.

Por outro lado, Portugal destaca-se por ser o país em que menos managers afirmam ser felizes no trabalho, mas ainda assim, a grande maioria (81%) diz estar feliz, abaixo da média europeia de 86%.

Em Portugal, os managers têm maior confiança na capacidade de inovação da sua empresa (50% contra 35% em média entre os 8 países estudados), independentemente do contexto económico e estrutural em que esta evolui, revela o barómetro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon