Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Manchester United empata e deixa-se apanhar na liderança pelo rival City

Logótipo de LusaLusa 09/09/2017 Luís Garoupa
PETER POWELL/EPA © EPA / PETER POWELL PETER POWELL/EPA

Redação, 09 set (Lusa) – O Manchester United, de José Mourinho, perdeu hoje os primeiros dois pontos da temporada, ao empatar (2-2) no terreno do Stoke City, e deixou-se apanhar pelo Manchester City na liderança da Liga inglesa de futebol.

Na quarta jornada da ‘Premier League’, os ‘red devils’ estiveram em desvantagem, devido a um golo do camaronês Choupo-Moting, aos 43 minutos, mas, ainda antes do intervalo, aos 45+1, refizeram a igualdade, por Rashford, que, sem querer, desviou um cabeceamento de Pogba, após um canto.

Na segunda parte, o belga Lukaku consumou a reviravolta no marcador, aos 57 minutos, mas o Manchester United permitiu que a equipa de casa chegasse ao empate, novamente por Choupo-Moting, aos 63, num lance com muitas culpas para o central Phil Jones.

Pela primeira vez esta época, a formação de José Mourinho não venceu um encontro na ‘Premier League’ e passou a liderar na companhia do vizinho e eterno rival Manchester City, com 10 pontos.

No jogo que deu início à jornada, os ‘citizens’ esmagaram o Liverpool, por 5-0, num encontro que ficou também marcado pela lesão de Ederson, ex-guarda-redes do Benfica.

Em Manchester, com a formação em casa já em vantagem, graças ao argentino Sergio Aguero, que marcou aos 24 minutos, o guardião brasileiro teve que sair do relvado de maca depois de ter sofrido uma entrada muito violenta de Sadio Mané, aos 37. O jogador do Liverpool viu o cartão vermelho direto.

Antes de sair, Ederson, que levou com um pontapé na cabeça, esteve vários minutos a ser assistido no relvado, mas no final do jogo, através das redes sociais, revelou que tudo não passou de um susto.

Ainda antes do intervalo, o Manchester City aumentou a diferença, por Gabriel Jesus, aos 45+6 minutos.

Na segunda parte, o avançado brasileiro voltou a ‘faturar’, aos 53 minutos, tendo depois entrado em ação o alemão Leroy Sané, que confirmou a goleada com um ‘bis’ aos 77 e 90+1.

O português Bernardo Silva foi suplente não utilizado no City.

Um ponto atrás da dupla de líderes está o campeão Chelsea, que somou a terceira vitória seguida, por 2-1, no campo do Leicester City, com golos do espanhol Morata, aos 41 minutos, e do francês Kante, antigo jogador dos ‘foxes’, aos 50. Vardy, na marcação de uma grande penalidade, reduziu a diferença, aos 62.

Logo atrás, no quarto lugar com oito pontos, aparece com surpresa o Watford, com Marco Silva a manter-se imbatível no comando dos ‘hornets’ na Premier League.

A equipa do treinador luso foi vencer a Southampton por 2-0, com golos do francês Doucoure, aos 38 minutos, e do holandês Janmaat, aos 66. O português Cedric foi titular na formação na casa.

O Tottenham, que vinha de um surpreendente empate caseiro com o Burnley (1-1), aumentou os seus níveis de confiança com uma vitória por 3-0 no campo do Everton, com Harry Kane a assinar um ‘bis’. O dinamarquês Eriksen também marcou para os londrinos.

Depois de duas derrotas seguidas, incluindo um pesado 4-0 em Liverpool, o Arsenal deu um ‘pontapé na crise’ e bateu em casa o Bournemouth, por 3-0, com Wellbeck em destaque. O avançado inglês marcou aos seis e 50 minutos, tendo pelo meio, aos 27, assistido francês Lacazette.

Destaque ainda para a primeira vitória do recém-promovido Brighton, que recebeu e bateu o West Bromwich por 3-1.

LG // PFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon