Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Maniche e Helton analisaram luta do Benfica e do FC Porto pelo título

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/04/2017 Ana Proença
© Fornecido por O jogo

Os ex-futebolistas Maniche e Helton consideram que o empate no clássico entre Benfica e FC Porto (1-1) mantém a decisão do título da I Liga "em aberto".

Os dois jogadores analisaram o momento das equipas que lutam pela conquista do campeonato nacional à margem da gala do jornal O Gaiense, que esta segunda-feira juntou várias figuras do futebol nacional em Vila Nova de Gaia.

"Foi um bom 'clássico', em que as duas equipas se respeitaram e fizeram tudo para vencer. Ambas poderiam ter vencido, e creio que o empate deixou tudo em aberto na luta pelo título" analisou Maniche.

Para o ex-médio, que na sua carreira representou os dois emblemas, "ainda há muito campeonato pela frente", lembrando que quer FC Porto quer Benfica "têm jogos muito difíceis ainda pela frente", o que perspetiva "uma prova competitiva e intensa até ao final".

"Ninguém esperava que, antes do clássico, as duas equipas perdessem pontos. Ambas terão, ainda, saídas complicadas, com o FC Porto a ter de jogar com Braga, Marítimo ou Chaves, e o Benfica com o Sporting ou o Rio Ave", partilhou Maniche, que não quis revelar um favorito, deixando um lacónico: "Espero que ganhe o melhor."

Já Helton, ex-guarda-redes do FC Porto, não tem o coração dividido, confessando estar a torcer pela vitória dos dragões e perspetivando uma luta renhida pelo título até ao final.

"Não posso negar que torço para que o FC Porto consiga vencer o título. Pelo que vi no último jogo vai ser um bom campeonato até ao final. O Benfica está na frente, mas o FC Porto está bem colado e a jogar bem", analisou o antigo capitão dos 'azuis e brancos'.

Questionado se o empate conquistado no Estádio da Luz, no passado sábado, foi um bom resultado para o FC Porto, Helton respondeu de forma pragmática.

"Atendendo ao momento, acho que não foi um mau resultado. Pelo muito que já vivi naquele balneário, sei que seria uma derrota não comemorar um ponto tão precioso, até porque a equipa mereceu o resultado", sublinhou.

O antigo guarda-redes dos 'azuis e brancos' desvalorizou o facto de o FC Porto deixar de depender apenas dos seus resultados para chegar o título, lembrando a filosofia do clube nos vários anos de 'dragão ao peito'.

"O FC Porto tem de fazer bem a sua tarefa. Quando jogava, era da mesma forma que pensava. Não podemos estar a pensar nos outros, temos de fazer o nosso trabalho de casa", sublinhou.

Helton e Maniche foram alguns convidados da 14.ª gala do jornal O Gaienese, que juntou, num hotel de Vila Nova de Gaia, várias figuras do futebol português, entre treinadores, jogadores e dirigentes.

Além da homenagem a vários agentes desportivos do concelho, a cerimónia teve como um dos pontos altos a distinção a André Gomes, jogador do Barcelona e da seleção nacional natural de Vila Nova de Gaia, que marcou presença neste evento.

Foi também distinguido o trabalho da equipa técnica de Portugal, liderada por Fernando Santos, que também esteve nesta gala.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon