Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Maniche toma posse na quinta-feira e já causa furor no Camacha

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/08/2017 Alcides Freire

O antigo internacional português vai ficar dono de 70 a 80 por cento da SAD de um clube histórico.

© Álvaro Isidoro/Global Imagens

O campo onde se disputou o primeiro jogo de futebol em Portugal, em 1875, promete reviver novas emoções advindas de uma profunda alteração no figurino de um emblema que milita na Série B do Campeonato de Portugal. Esta quarta feira, Maniche vai tomar posse da nova Sociedade Desportiva do Camacha, ficando a deter "entre 70 a 80 por cento das ações", com as restantes a ficarem na posse do clube. "Todos os pormenores serão revelados no ato da assinatura, que será um marco histórico para o clube", adiantou, a O JOGO, Celso Almeida, no clube desde a fundação. "Sou médico de formação, e tinha um consultório junto ao clube que se formou em 1978 - o Camacha, resultado da fusão de vários clubes. E, 39 anos depois, cá continuo, agora como presidente e depois de já ter sido vice-presidente."

Mas, afinal, como surgiu Maniche nesta história. "Precisávamos de um parceiro, de um investidor, e depois de alguns contactos com algumas pessoas ligadas ao futebol, chegámos ao Nuno Ribeiro [Maniche], que se mostrou disponível, inclusive para viver na Madeira", relatou, esperando que o contrato-promessa, a assinar amanhã, seja duradouro. "Acreditamos que possa durar, no mínimo, uma década, porque queremos levar o clube o mais alto possível."

citacaoO presidente do clube, Celso Almeida, está bastante satisfeito por passar a gestão do clube "a alguém com conhecimentos e que mostrou ter capacidade para levar bem longe o Camacha"

A entrada de Maniche em cena causou furor na Ilha, sobretudo nos adeptos locais. "Há pessoas que abriram a boca de espanto, nem queriam acreditar que o Maniche vem para o clube. Outros ficaram desconfiados, receosos que pudéssemos estar a vender o clube. Nada disso, isto vai ser muito bom para o Camacha, porque a equipa principal e a B vai ser gerida por quem sabe."

Objetivo: chegar às provas profissionais

O Camacha entrou a vencer no Campeonato de Portugal (2-1 à Sanjoanense), um sucesso que se espera persistente. "Não se pode fazer muitas conjeturas no futebol, mas temos por ambição alcançar as provas profissionais, e disputar, pelo menos, a II Liga", adiantou, para recordar "a grandeza do clube". Somos o quarto maior clube da ilha, pertencemos à segunda maior freguesia da Madeira [Santa Cruz] e temos um parque desportivo de grande categoria e qualidade", elencou, para anunciar um desejo íntimo: "Vamos fazer do Camacha um grande clube, uma referência e que seja um orgulho para os sócios."

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon