Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Manuel Fernandes alerta Benfica para a experiência do CSKA Moscovo

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/09/2017 Rui Trombinhas

A estreia do Benfica na edição 2017/18 da Liga dos Campeões está marcada para terça-feira, frente ao CSKA Moscovo, uma equipa que faz da experiência a sua força, de acordo com o antigo futebolista 'encarnado' Manuel Fernandes.

© Fornecido por O jogo

Em entrevista à Lusa, o atual médio dos russos do Lokomotiv Moscovo não hesitou, porém, em apontar o favoritismo ao clube onde fez a sua formação e no qual se sagrou campeão em 2004/05 e lembrou a importância de não cometer erros nos jogos em casa para tentar superar a fase de grupos da 'Champions'.

"O Benfica sai como favorito. Joga em casa, está numa boa fase e é uma equipa que sabe que para passar esta fase pesam muito os jogos em casa com o CSKA e o Basileia. O CSKA é uma equipa muito experiente, jogam há muitos anos juntos. Penso que o setor mais forte deles é o meio campo e o Dzagoev e o Golovin são os jogadores mais importantes", adianta.

Por outro lado, o internacional português, de 31 anos, vislumbra também na maior virtude do vice-campeão russo a sua maior debilidade, uma vez que a experiência denuncia também alguma veterania e falta de velocidade.

"Se tivesse de apontar um ponto mais débil, seria mesmo a idade da parte defensiva do CSKA. Acrescentam muita experiência, mas são jogadores que já não têm o físico que tinham há uns anos e são muito vulneráveis se houver espaço nas suas costas", referiu, relativizando um possível ritmo superior dos russos por já terem cumprido nove jornadas no seu campeonato.

Espetador à distância do atual Benfica, por já ter deixado o clube em 2006, Manuel Fernandes admite não seguir a equipa com a mesma proximidade. Todavia, o jogador expressa a sua crença de ver a equipa de Rui Vitória retomar o nível das últimas duas épocas, depois de ter sentido muitas dificuldades nas partidas com Portimonense e Rio Ave.

"O campeonato também começou há pouco tempo e o Benfica tem de se adaptar aos jogadores novos que entraram. Num futuro muito próximo, julgo que a equipa voltará ao nível habitual", disse.

Questionado sobre as diferenças do 'seu' Benfica para o atual, o futebolista assume que a "mudança estrutural foi a mais importante" e que foi graças a isso que o clube conseguiu conquistar os últimos quatro campeonatos nacionais e marcar presença em duas finais da Liga Europa (2013 e 2014).

"Não sei que mudança foi, mas foi uma mudança boa. O Benfica é uma equipa cada vez mais respeitada no futebol europeu", frisou.

Num Grupo A no qual os 'encarnados' irão também medir forças com o Basileia e o Manchester United, Manuel Fernandes aconselha o Benfica a não recear o colosso inglês e a enfrentá-lo com a mesma atitude que terá nos outros jogos, considerando que assim estará mais próximo de chegar aos oitavos de final da competição.

"O Benfica tem que ver o Manchester como adversário e não atirar a toalha já de início e pensar que o Manchester vai ser o primeiro classificado. É claramente o favorito, mas não significa que assim aconteça. Já no meu tempo, tivemos o Manchester no nosso grupo e eliminámo-los", recorda.

Já sobre as chances de FC Porto e Sporting, frente a Besiktas e Olympiacos, respetivamente, Manuel Fernandes assume encarar com otimismo as partidas das equipas portuguesas nesta primeira jornada.

"O Benfica e o FC Porto jogam em casa e o Sporting vai jogar a casa do Olympiacos. Penso que se parte do pressuposto de as três equipas serem favoritas", conclui.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon