Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Manuel Machado: "Parece que levei daqui alguma coisa comigo..."

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/03/2017 Hugo Monteiro
© Homem de Gouveia/Lusa

Manuel Machado, treinador do Arouca, explica a derrota na Madeira, em casa do Marítimo.

O Arouca perdeu por 3-1 em casa o Marítimo e Manuel Machado continua sem vencer desde que chegou ao comando técnico da equipa. "Tínhamos identificado as melhores ferramentas do Marítimo. Tínhamos feito o trabalho de casa e conseguimos ter algum sucesso até ao momento do 1-1. Baixámos linhas, demos muito a bola ao Marítimo. Ao nível dos cantos, estivemos concentrados e, numa das saídas, conseguimos fazer aquilo que pretendíamos, o golo. Até aos 40 minutos, as coisas correram muito bem. Acontece que houve alguma desatenção, na dobra de um canto, e um central, adaptado a médio de cobertura, acabou por fazer um belíssimo golo", comentou o treinador.

"O segundo tempo tem uma leitura diferente. As lesões do Bracali e do Anderson condicionaram e, se juntarmos um momento de menor eficácia defensiva, ficámos um pouco amarrados. Ao adiantarmo-nos no terreno, houve vários contra-ataques do Marítimo bem elaborados, um deles acabou por resultar em golo. O 3-1 acaba por ser determinante no resultado final. Eu tive uma época atípica no Nacional, com muitas lesões e problemas, e parece que levei daqui alguma coisa comigo. Quando cheguei ao Arouca, foi o Adilson, o Nuno Coelho, o Velázquez, uma série de jogadores que ficaram logo de fora. Amanhã é outro dia, lá estarei para trabalhar de novo, sem problema nenhum. Vou continuar o meu trabalho de forma honesta", completou Manuel Machado.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon