Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Maputo acolhe hoje Conferência Internacional de Tóquio para o Desenvolvimento de África

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/08/2017 Administrator

Maputo acolhe hoje a Conferência Internacional de Tóquio para o Desenvolvimento de África, um encontro que vai juntar ministros africanos dos Negócios Estrangeiros para debater os desafios do continente.

Esta sexta reunião ministerial do género vai durar três dias e debater também a emergência do radicalismo e do extremismo no continente, analisar estratégias de combate ao ébola e avaliar a aplicação das atividades da reunião anterior.

"Para o nosso país, esta reunião tem um significado importante porque é uma contribuição para a consolidação da parceria com o Japão e uma demonstração do que foi feito nessa cooperação bilateral", observou o ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique, Oldemiro Baloi.

No âmbito da reunião, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Taro Kono, está em Moçambique e vai manter encontros com o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, e o seu homólogo, Oldemiro Baloi.

O Japão é o nono parceiro comercial de Moçambique.

As exportações de produtos e serviços japoneses totalizaram, em 2016, um valor de 108 milhões de dólares, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística moçambicano.

As exportações de bens moçambicanos para o Japão foram de cerca de 31 milhões de dólares, logo a seguir a Portugal.

Em 2016, a empresa brasileira Vale vendeu uma parte minoritária da mina de carvão de Moatize e metade da participação no Corredor Logístico de Nacala à japonesa Mitsui, havendo também contactos na área do gás natural.

Noutro eixo, o Governo do Japão tem apoiado a construção e reabilitação de pontes pelo país, programa ao abrigo do qual doou 12 milhões de dólares a Moçambique há um ano.

Os dois países assinaram um acordo bilateral de cooperação em 2014 para reabilitação do porto de Nacala, construção de centros de ensino e investigação em Nampula e Maputo e edificação do atual mercado do peixe na capital.

A sexta reunião ministerial da Conferência Internacional de Tóquio para o Desenvolvimento de África contará também com a participação de sete ministros titulares de outras pastas do continente, bem como 13 vice-ministros.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon