Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mariza abre festival da Baía das Gatas na ilha cabo-verdiana em São Vicente

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/08/2017 Administrator

A fadista portuguesa Mariza abre na sexta-feira a 33.ª edição do Festival Internacional de Música da Baía das Gatas, na ilha cabo-verdiana de São Vicente, um dos mais emblemáticos do país, e este ano com um "cartaz luxo".

O festival da Baía das Gatas, realizado na praia com o mesmo nome em São Vicente, a oito quilómetros da cidade do Mindelo, arranca na noite de sexta-feira, com atuação da fadista portuguesa Mariza.

Na mesma noite, vão subir ao palco o angolano Badoxa e a brasileira Joelma, com a Banda Calipso, e também um grupo de vozes de cabo-verdianos.

No segundo dia do evento, o palco será dos angolanos Anselmo Ralph, do brasileiro Dudu Nobre, que vai levar músicas de Carnaval, e terá como convidados os cabo-verdianos Constantino Cardoso e Anísio.

O cabo-verdiano Djodje e o 'reggae man' Alborosie, de Itália, vão fechar a segunda noite daquele que é um dos festivais de música mais antigos e mais emblemáticos em Cabo Verde.

No domingo, na última noite, vão atuar músicos e grupos como Élida Almeida e Ferro Gaita (Cabo Verde), Os Calema (São Tomé e Príncipe) e Naldo Benny, cantor, dançarino e compositor brasileiro.

Este ano o festival da Baía da Gatas, que está orçado em 15 milhões de escudos (136 mil euros), homenageia a juventude do Mindelo e tem um cartaz considerado de "luxo".

Por isso, a Câmara Municipal espera que o evento leva muita gente à ilha de São Vicente e consiga dinamizar a economia local.

O Festival teve a sua primeira edição em agosto de 1984 e é realizado anualmente, exceto em 1995, devido a uma epidemia de cólera que assolou Cabo Verde.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon