Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Matosinhos implementa Plano Municipal para a Integração de Migrantes

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/08/2017 Administrator

A Câmara de Matosinhos vai implementar, ao longo dos próximos 36 meses, o Plano Municipal para a Integração de Migrantes (PMIM) que visa ajudar, acompanhar e integrar os migrantes na sociedade.

O plano, financiado em 97.715 euros pelo Alto Comissariado para as Migrações, "procura facilitar o acesso a bens e serviços fundamentais para o exercício dos direitos e deveres da cidadania portuguesa, promovendo junto da comunidade local os valores da solidariedade, da tolerância e da hospitalidade, valorizando o interculturalismo como fator de desenvolvimento pessoal e social", disse hoje esta autarquia do distrito do Porto, em comunicado.

Os primeiros seis meses do projeto serão dedicados à construção do plano com as várias entidades parceiras da candidatura, nomeadamente a Associação Mais Brasil, a Amizade Associação (Associação Imigrantes Países de Leste), a Liga dos Chineses em Portugal, o Espaço T, o Centro Comunitário São Cirilo, a Associação Cultural Luso-Chinesa, a Obra do Padre Grilo, o Lar de Sant'Ana, o Centro Social e Paroquial do Padrão da Légua e a ADEIMA -- Associação para o Desenvolvimento Integrado de Matosinhos.

Na nota, o município sustenta que apesar da desaceleração do crescimento populacional do concelho verificado nos últimos anos, Matosinhos continua a ser um dos dez municípios mais populosos do país com um total de 175.478 habitantes, baseando-se em dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) de 2011 e, destes, 2.613 são oriundos de outros países, segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de 2015.

"O Brasil, com 1.111 cidadãos, a China (243) e a Ucrânia (198) são as nações que mais contribuem para aquele número", frisou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon