Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

McGregor diz que vai bater Mayweather em quatro rounds

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/07/2017 Ana Proença

Entre provocações e insultos, como era previsto, a primeira conferência de imprensa entre Conor McGregor e Floyd Mayweather realizou-se perante mais de 10 mil pessoas no Staple Center, em Los Angeles.

Para Conor McGregor, o combate não passará dos quatro rounds e, claro, a vitória pertencerá a ele, que é a maior vedeta mundial das artes marciais mistas, mas que terá, frente a Floyd Mayweather, que respeitar as regras do boxe.

Na primeira conferência de imprensa com os dois lutadores, realizada no Staples Center de Los Angeles, para promover o combate de 26 de agosto, Conor McGregor foi o primeiro e o que mais falou.

Sorridente e a mastigar pastilha sem parar, o irlandês, sempre muito inquieto, mostrou-se feliz por o tão falado combate ter finalmente saído do papel: "Ele está tramado. Vou acabar com o recorde dele de invencibilidade. Não há outro desfecho. As suas pequenas pernas, o seu pequeno tronco, a sua pequena cabeça - eu vou batê-lo em menos de quatro rounds. Escrevam o que eu digo", afirmou McGregor, cujas listas do farto que vestia eram formadas por inúmeros "fuck you".

© REUTERS/Lucy Nicholson

Quando foi a vez de Floyd Mayweather falar, enquanto o norte-americano discursava, cortaram o som do microfone de McGregor para se pararem de ouvir as permanentes interrupções e insultos do irlandês. E entretanto, os dois saíram dos seus lugares e, como previsto, ficaram frente a frente, olho no olho, com o diretor do UFC, Dana White, no meio, a não permitir o confronto.

"Vou mostrar do que um lutador de verdade é feito. Ainda tenho 100 milhões de dólares. Ele [McGregor] veste-se bem para um tipo de sete ou oito dígitos, mas eu sou um lutador de nove dígitos. Esse idiota ganhou 3 milhões na sua última luta. Isso é dinheiro de treino para mim", declarou Mayweather.

"Agora estou velho. Já não sou o mesmo de há 20 anos, mas ainda sou o suficiente para te bater", disse Mayweather, voltando-se em seguida para a multidão: "Querem que eu bata nele agora? Não vamos guardar para o dia da luta, para o dia do pagamento. Deus não erra. Ele só fez uma coisa perfeita e foi o meu cartel no boxe", acrescentou o pugilista que via interromper novamente a sua reforma para este combate com o campeão de artes marciais mistas (UFC - MMA) em peso-leve e peso-pena.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon