Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mensagem com resultado do jogo em Freamunde acaba em denúncia, GNR identificou árbitros

Logótipo de LusaLusa 23/04/2017 Carlos Alexande
ANTÓNIO COTRIM/LUSA © LUSA / ANTÓNIO COTRIM ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Freamunde, Porto, 23 abr (Lusa) - A GNR identificou hoje várias pessoas no final do jogo da II Liga de futebol entre Freamunde e Penafiel, incluindo a equipa de arbitragem, por suspeitas relacionadas com apostas, confirmou à Lusa o presidente da SAD do Freamunde.

"No final do jogo de hoje, uma senhora, que, pelos vistos, é ‘coaching' de jogadores, embora não a conheça, pediu para falar comigo e mostrou-me umas mensagens que teria recebido no telemóvel antes do encontro, com o resultado exato verificado ao intervalo e no final do mesmo. Perante a gravidade dos factos, disse-lhe que já não a podia deixar sair e liguei de imediato para a Polícia Judiciária (PJ)", contou Miguel Azevedo Brandão.

O Penafiel, agora quarto classificado da II Liga, com os mesmos 59 pontos do Benfica B, vencia ao intervalo o Freamunde, antepenúltimo classificado e em sério risco de descida, com 39, por 1-0, acabando por vencer por 2-1.

"Na PJ, disseram-me que não tinham nenhum inspetor no piquete da corrupção e remeteram o processo de identificação para as forças da autoridade presentes ao jogo, e, além da senhora, a quem fizeram ainda um termo de leitura de mensagens, foi identificada toda a equipa de arbitragem", acrescentou.

Para o presidente da SAD do Freamunde, a trama adensa-se quando verificaram que as ‘odds’ das apostas referentes ao jogo da 38.ª jornada garantiam sete euros por cada um apostado na vitória do Penafiel.

"A única suspeita é que, a dada altura do jogo, a ‘odd' do Penafiel estava a sete, conforme uma captura de ecrã recolhida para prova pela GNR, quando o normal era o Penafiel, bem melhor classificado, pudesse ganhar em Freamunde, que luta para não descer", acrescentou.

Miguel Azevedo Brandão elogiou a "coragem da senhora" e assegura que "o Freamunde fez em consciência o que devia de fazer face à gravidade dos factos relatados", dando ainda conhecimento dos mesmos à Federação Portuguesa de Futebol e Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

"O único comentário que tudo isto me merece é que a serem verdade estas suspeitas, quando já é mau haver suspeitas, o futebol português está doente. Estou triste pelo futebol, mas muito tranquilo, e a única coisa que se pretende é que as autoridades investiguem e seja apurada a verdade", concluiu o dirigente.

A equipa de arbitragem chefiada por Hélder Malheiro, de Lisboa, teve dificuldades de deixar as instalações do Freamunde, face aos protestos dos adeptos, desagradados com três golos invalidados à equipa e alguns lances duvidosos na área.

CYA // JP

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon