Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mercado do Bandim em Bissau palco de confrontos entre comerciantes e Polícia Municipal

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/10/2017 Administrator

A zona do mercado do Bandim, principal área comercial de Bissau, foi segunda-feira à noite palco de confrontos entre comerciantes e Polícia Municipal, depois de as autoridades terem decidido desbloquear a zona envolvente daquele espaço.

O novo presidente da Câmara de Bissau, Baltazar Cardoso, decidiu acabar com a venda de mercadorias nos passeios em frente ao mercado e nas bermas da Avenida dos Combatentes da Liberdade da Pátria, uma das principais da cidade e que liga o aeroporto ao centro da capital guineense.

Em declarações hoje à imprensa guineense, o presidente da Associação de Retalhistas dos Mercados da Guiné-Bissau, Aliu Seidi, acusou a Polícia Municipal de ter roubado mercadorias durante a operação de despejo, tendo qualificado a operação como um assalto.

"Os agentes com fardas azuis chegaram ao Mercado de Bandim e iniciaram a operação de despejo", disse, sublinhando que a situação só não piorou devido à intervenção das forças de segurança nacionais.

Aliu Seidi afirmou também que a recém-criada Polícia Municipal é uma "ameaça aos comerciantes daquele mercado".

Fonte da autarquia, citada pela imprensa guineense, disse que os comerciantes foram avisados há 10 dias para abandonarem o portão principal do Mercado do Bandim e não cumpriram a ordem. A fonte negou também qualquer roubo de mercadorias.

A Polícia Municipal é um grupo de 50 pessoas recrutadas pela Câmara Municipal de Bissau para por ordem nas zonas dos mercados e cidade.

Entretanto, o deputado e presidente da Comissão Especializada para Assuntos da Administração Interna e Poder Local do parlamento guineense, Lassana Fati, apelou para as pessoas terem calma e prometeu encontrar uma solução para o problema que opõe os comerciantes à Câmara de Bissau.

Segundo a imprensa guineense, os confrontos provocaram três feridos ligeiros e em protesto a maioria dos estabelecimentos comerciais no Mercado do Bandim encerraram hoje as portas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon