Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mercado imobiliário da China continua a abrandar em julho

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/08/2017 Administrator

O mercado imobiliário chinês continuou a mostrar sinais de abrandamento, em julho, com os preços da habitação a cair em 15 das 70 maiores cidades do país, em comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Segundo a agência noticiosa oficial Xinhua, a desaceleração deve-se às "duras restrições à compra" de casa, impostas pelo Governo chinês nos últimos meses, visando combater a 'bolha' no setor.

De acordo com dados oficiais, o preço das novas casas, em julho, caiu ou permaneceu igual em 14 cidades, comparado ao mês anterior.

Em junho, e comparado a maio, os preços caíram ou mantiveram-se em 10 cidades.

Em Pequim, Nanjing e Shenzhen, os preços da habitação residencial nova caiu em julho, face ao mês anterior, enquanto em Xangai e Hangzhou mantiveram-se estáveis.

Face ao mesmo período do ano passado, os preços das casas em Pequim e Xangai subiram 8,9% e 7,3%, em julho, respetivamente.

Segundo Liu Jiawei, analista do Gabinete Nacional de Estatísticas chinês, "os dados demonstram uma notável estabilização dos preços, devido às políticas de controlo adotadas pelo Governo".

A subida dos preços da habitação, especialmente nas principais cidades, gerou preocupação sobre uma 'bolha' no setor. No final do ano passado, dezenas de governos locais adotaram medidas para restringir a compra, como o aumento do valor do pagamento inicial na aquisição de um imóvel.

Os empréstimos para habitação tornaram-se também mais difíceis de obter e as taxas de juro mais elevadas.

As autoridades chinesas não publicam os preços médios do mercado imobiliário no conjunto do país, nem a percentagem global das oscilações, mas divulgam as variações dos preços para o mês e ano anteriores nas 70 maiores cidades do país.

Os analistas consideram que continua a existir um desequilíbrio no setor imobiliário chinês, com uma forte procura nas principais cidades e um excesso de oferta nas de menor dimensão.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon