Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Meta de Jorge Simão exige final de época à Domingos Paciência

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/03/2017 Alcides Freire

Para chegar aos 65 pontos, objetivo recuperado na última semana, os arsenalistas têm de repetir o final da época de Domingos Paciência.

© Octávio Passos/Global Imagens

Os oito pontos conquistados nos últimos quatro jogos (três fora), aliados à mais recente vitória no Restelo, a primeira em jogos fora para o campeonato durante o ano de 2017, devolveram a confiança à equipa do Braga, personificada nas recentes declarações de Jorge Simão e Rafael Assis. Nos últimos dias, os dois recuperaram o "objetivo dos 65 pontos", meta estabelecida pelo treinador no dia em que foi apresentado por António Salvador. Simão voltou a dizer que esse objetivo "continua bem vivo", enquanto Assis apelou à matemática para concluir que "ainda dá para lá chegar". E a verdade é que dá, mesmo que essa seja uma missão bastante complicada. Neste momento, o Braga soma 46 pontos, pelo que precisa de conquistar mais 19 nos oito jogos que ainda faltam disputar até ao final do campeonato. Dito de outra forma, para atingir o objetivo agora recuperado, os arsenalistas podem desperdiçar apenas mais cinco pontos, ou seja, podem perder por uma vez e empatar outra.

citacaoO calendário apresenta jogos de um elevado grau de dificuldade (FC Porto e Sporting, por exemplo) e, para atingir o objetivo de Simão, o Braga só pode desperdiçar mais cinco pontos até ao final da Liga

Curiosamente, desde a temporada 1995/96, altura em que as vitórias passaram a valer três pontos, só por uma ocasião é que o Braga conseguiu somar os tais 19 pontos nas últimas oito jornadas do campeonato: foi com Domingos Paciência, em 2009/10, época que os arsenalistas estiveram na luta pelo título nacional até ao final do campeonato. Só por aqui, percebe-se a dureza da missão que os arsenalistas têm pela frente, adensada por um calendário que, em termos teóricos, apresenta várias jogos de elevado grau de dificuldade. Em casa, a equipa de Jorge Simão prepara-se para receber o Marítimo (sexto classificado), FC Porto (segundo) e Sporting (terceiro), para além do Nacional; fora, o Braga, que só venceu por quatro vezes na condição de visitante ao longo desta época, tem de defrontar Feirense, Paços de Ferreira, Moreirense e Tondela.

Para além disso, chegar ao final da época com 65 pontos representava uma média final de 1,9 pontos por jogo, registo que só foi batido por Domingos (2,4 em 2009/10) e Leonardo Jardim (2,1 em 2011/12).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon